Menu
Busca sexta, 22 de março de 2019
(67) 9860-3221

Só dois cursos ficam com média acima de 5 no Provão

15 dezembro 2003 - 12h24

Apenas dois dos 26 conjuntos de cursos conseguiram ir com média superior a 5 no Provão, o Exame Nacional de Cursos de 2003, quando 423.946 alunos participaram no último 8 de julho.Este ano, o MEC decidiu mudar a maneira de divulgar as notas. O que antes era por conceito, agora é por nota bruta.Só odontologia, com média de 5,6 (ou 56 na escala de 0 a 100) e fonoaudiologia (5,57) conseguiram superar a metade da nota.Outras cinco áreas tiveram pontuação entre 40 e 50 e as demais, abaixo de 40. A menor média foi registrada em letras: 19,7.Este ano, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) decidiu valorizar mais os valores absolutos de cada área com a finalidade de esclarecer sobre o significado dos conceitos atribuídos aos cursos.Pela escala absoluta, os resultados do Provão, que teve a participação de 5.897 cursos, revelam que nenhum deles obteve média acima de 80 e apenas 1,5% entre 60 e 80 pontos. Na faixa de nota entre 40 a 60, posicionaram-se 26,7% dos cursos, 58,2% de 20 a 40, e, em 11,9%, a média ficou abaixo de 20. De acordo com a escala relativa, 14,5% obtiveram A, 12,8% B, 41,6% C, 16,7% D e 12,7% E.Segundo o relatório, "o uso dessa nova escala não tem por objetivo propor um instrumento de classificação, mas mostrar exatamente o que está sendo dito quando se anuncia que um curso tem conceito A, B, C, D ou E", diz a nota."O conceito A, historicamente, significa excelência. Em uma escala de 0 a 100, significa estar mais próximo possível do 100, mas a metodologia que utiliza conceitos relativos resulta na atribuição de A para cursos cuja média obtida no Exame está muito distante de 100", diz a nota do Inep.Os resultados do Provão deste ano apontam que a nota 46,3 em administração é A, já 49,7 em odontologia é D. Em engenharia civil, uma média 50 garante um conceito A, mas em fonoaudiologia, 52,3 é C. Em matemática, 29,4 é A. "Assim, é um equívoco interpretar os conceitos obtidos pelos cursos como indicadores de um padrão único de qualidade", continua o documento do instituto.Segundo o relatório também não é possível fazer uma comparação de um ano para outro. "Os dados mostram que o A de um curso de Engenharia Civil, em 2002, era de 33,7 pontos, mas, em 2003, o mesmo A exigiu uma média 50. Com isso, o A de um ano equivale ao C do ano seguinte", afirma o texto.Diante desse cenário, a conclusão do documento é que "os conceitos são inadequados para orientar políticas educacionais e a sociedade, incapazes de direcionar ações administrativas das instituições de ensino e insuficientes para ranquear cursos".Participaram do Provão, formandos dos cursos de agronomia, arquitetura e urbanismo, administração, biologia, ciências contábeis, direito, economia, enfermagem, engenharia civil, engenharia elétrica, engenharia mecânica, engenharia química, farmácia, física, fonoaudiologia, geografia, história, jornalismo, letras, matemática, medicina, medicina veterinária, odontologia, pedagogia, psicologia e química.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Camila Alves resgata foto com barriga chapada e diz: "antes das crianças"
AMAMBAI
Homem de 43 anos morre após sofrer mal súbito no local de trabalho
ECONOMIA
Conta de luz pode ter aumento de 15% a partir de abril em MS
JUDICIÁRIO
STF adia julgamento sobre compartilhamento de dados da Receita
CRIME AMBIENTAL
Paulistas são multados em R$ 2,5 mil por transportar pescado ilegal
CAPITAL
Com dores e febril após parto, mulher expele pano durante o banho
LEÃO
Receita recebe quase 5 milhões de declarações do IR em duas semanas
CORUMBÁ
Pai e 2 filhos são presos ao manter depósito de combustível no quintal
CONCURSO
Governo abre seleção profissionais para gestão de recursos hídricos
SAÚDE
STJ autoriza João de Deus a deixar prisão para tratamento médico

Mais Lidas

DOURADOS
Tripla colisão deixa dois feridos em cruzamento movimentado
DOURADOS
Universitária morre no HV quatro dias após acidente de moto
RIO BRILHANTE
Dono de oficina baleado pela manhã morre no Hospital da Vida
OPERAÇÃO PREGÃO
Investigações apontam assinatura de morta em contrato de empresa de refrigeração com prefeitura