Menu
Busca segunda, 10 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Site publica registros militares de Hitler na Primeira Guerra Mundial

10 dezembro 2009 - 13h07

Um site britânico de genealogia publicou os registros do serviço militar prestado por Adolf Hitler durante a Primeira Guerra Mundial, ao lado dos de mais de meio milhão de outros soldados que combateram pela Alemanha.

O ancestry.co.uk, que se descreve como o maior site britânico de história familiar, começou a postar online as atividades militares de 1,5 milhão de soldados que combateram no Regimento Bávaro na "guerra para pôr fim a todas as guerras".

Os documentos falam sobre o então cabo voluntário de 25 anos Adolf Hitler, descrito nos registros como "católico", "artista" e "mensageiro (ciclista) do Regimento", cujo papel era carregar despachos que iam e vinham entre o comando militar e as unidades próximas do campo de batalha.

 
Foto reproduz página de registros militares da Primeira Guerra Mundial com citações ao futuro ditador alemão Adolf Hitler. (Foto: AFP)

Seus registros médicos incluem "ferimentos leves na coxa, sofridos em outubro de 1916 em Le Barque por uma granada de artilharia", e a passagem por um hospital em outubro de 1918, quando foi "atingido por gases em La Montagne.

Os documentos mostram que Hitler recebeu cinco medalhas, incluindo a Cruz de Ferro duas vezes, em 1ª e 2ª classe.

Os registros originais, em papel, pertencem ao Arquivo Estadual da Bavária, que formou uma parceria com a Ancestry.co.uk para colocar a coleção de documentos online, anunciou a Ancestry em comunicado em seu site.

Os registros individuais incluem o nome, posto militar, data e local de nascimento, informações sobre serviço militar ativo, religião, profissão ou ocupação, estado civil, nome dos pais e endereço de cada soldado.

"À medida em que a Alemanha se abre para a ideia de explorar seu passado militar - em especial a Primeira Guerra Mundial - é importante que, não importa o lado da guerra em que nossos ancestrais tenham combatido, todos nós tenhamos a oportunidade de recordá-los", disse no comunicado o diretor de conteúdo internacional do Ancestry.co.uk, Dan Jones.

"Nos últimos cem anos, alemães migraram para todas as partes do mundo; por isso prevemos que esses registros interessem a muitas pessoas em muitos países".

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPEONATO BRASILEIRO
Santos sai na frente, mas vê Bragantino empatar nos acréscimos
TRÁFICO DE DROGAS
Após perseguição, polícia apreende 300 quilos de maconha
INTERNACIONAL
Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute
CULTURA
Mostra traz 98 filmes de 24 países sobre questões ambientais e sociais
CORONAVÍRUS
Itália tem 463 novos casos de Covid-19 e duas mortes em 24 horas
OPINIÃO
Autossuficiência que almejamos
PANDEMIA
Brasil registra 3 milhões de casos de coronavírus e 101 mil mortes
BRASILEIRÃO
Flamengo é derrotado pelo Atlético-MG com gol contra de Filipe Luís
FUTEBOL
STJD aceita pedido do Goiás e partida contra o São Paulo é adiada
INTERNACIONAL
Doadores prometem ajuda humanitária “importante” ao Líbano

Mais Lidas

DOURADOS
Homicídio ocorreu após madrugada de farra e confusões na Jaguapiru
REGIÃO
Professora morre ao ter moto atingida por carro
PANDEMIA
Paciente internado em Dourados morre de coronavírus
DOURADOS
Acidente entre carro e moto deixa homem em estado gravíssimo