Menu
Busca domingo, 19 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Show de Carlos Colman abre às 21 horas 7º Festinbonito

23 agosto 2006 - 08h15

Acompanhado por um trio que inclui Jorge Gastão no violão de 12, Capim na sanfona e Néio na percussão, Carlos Colman abre oficialmente, às 21 horas, o 7º Festival de Inverno de Bonito no palco do Circo do Festival, antecedendo ao show principal de Almir Sater.Para Colman, a simplicidade aliada à poesia e musicalidade são temas que fazem parte de seu universo musical e que o colocam entre os mais destacados artistas de Mato Grosso do Sul. "Vou fazer uma apresentação eletro-acústica com ritmos variados, dos mais representativos da nossa terra", lembrando que tocar com Almir é uma honra. "Pra mim foi uma grata surpresa esse convite. Sou fã do trabalho do Almir", conclui.Para os fãs, Carlos Colman reserva boas surpresas. "Neste show apresentarei músicas dos meus quatro CDs e a primeira canção que eu vou tocar (paixão, canções e mistérios) é inédita", resume.Carlos Colman é filho de músico e atua no universo cultural desde os 18 anos de idade. Iniciou sua carreira profissional com o Grupo Terra e, logo após seu desligamento, da banda se lançou em carreira solo com o compacto duplo Castelânea, editado pela Pró-Arte Produções Artísticas.Cantor, compositor e instrumentista, Carlos Colman faz parte da geração Prata da Casa, movimento que lançou os artistas mais expressivos da nossa terra e que edificaram o que hoje é conhecido como música sul-mato-grossense.Seu repertório é enriquecido por vários estilos da música de raiz: polcas, chamamés, cateretês, toadas e pagodes sertanejos, arrasta-pé e baladas.Carlos Colman já se apresentou em grandes capitais brasileiras: Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Goiânia. Também levou sua arte a praticamente todos os municípios sul-mato-grossenses.Graças ao seu talento, teve a oportunidade de fazer apresentações nos programas Som Brasil, da Rede Globo, Empório Brasileiro, da Rede Bandeirantes, Projeto Pixinguinha, em Campo Grande, e Projeto Pixingão, no Rio de Janeiro. Participou de vários outros programas de caráter cultural regional, integrando o elenco do projeto El Lado Diferente de La Identidad Latinoamericana, em La Paz, Bolívia".Foi o idealizador do projeto Beija-Flor, que levou a música sul-mato-grossense a 70.000 estudantes da redes municipal e estadual de ensino. Seu primeiro CD solo intitula-se Toque na Terra. Recentemente Carlos Colman lançou seu 3° CD (2° individual): Cantar pra Mim. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Florista ferida a tiros está em coma e ex segue internado sob escolta policial
EDUCAÇÃO
Após queixas de alunos, ministro admite erro na correção do Enem
TRÊS LAGOAS
Menina de 4 anos é internada em estado grave após ser picada por escorpião
MIRANDA
Motociclista morre ao bater de frente contra Fiat/Uno na BR-262
CULTURA
Regina Duarte quer uma conversa 'olho no olho' com Bolsonaro
ECONOMIA
Jucems registra abertura de mais de sete mil empresas em 2019
PONTA PORÃ
Do interior de veículo, homem atira contra namorada de 22 anos
PRÊMIOS
Nota Dourada terá primeiro sorteio na proxima segunda-feira
CRIME AMBIENTAL
Aposentado é autuado em R$ 6 mil por desmatamento em área protegida
PRAZO
IFMS encerra amanhã seleção para professores de educação especial

Mais Lidas

CAPITAL
Veterinária deixa motel em surto e morre embaixo de caminhão
DOURADOS
Homem é preso por destruir celular em operação deflagrada para esclarecer homicídio
DOURADOS
'Rua do medo' tem dois entregadores assaltados em 10 dias
TRÁFICO
Polícia flagra esquema de venda de droga no cartão em Dourados