Menu
Busca quinta, 02 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Seqüestrador escreveu carta se despedindo da filha

01 fevereiro 2005 - 07h22

Durvalino Vilhardo de 20 anos, que foi preso na madrugada de hoje em Dourados depois de seqüestrar um comerciante na cidade de Bonito, tinha escrito uma carta para a filha dele pedindo desculpas e contando que não consegue viver longe dela. A carta foi encontrada entre as coisas de Durvalino que por volta de uma hora da madrugada invadiu a casa do comerciante Flávio Humberto de Carvalho, tio da ex-mulher dele e obrigou o homem a seguir com ele para Dourados. Nas proximidades de Maracaju Flávio fugiu e acionou a polícia. Ao ser preso Durvalino estava com uma dinamite amarrada ao corpo. Ele disse que pretendia se matar casa não conseguisse ficar com a garota. (Antonio Coca)

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
MP quer decreto para funcionamento restaurantes e bares revogado
BR-463
Carro roubado há 4 anos é encontrado 'camuflado' por galhos e carregado com drogas
COMER BEM
Na Cacau Show, entrega é grátis para compras acima de R$ 99
Educação
Curso de Especialização - Lato Sensu em Marketing Estratégico da Universidade Mackenzie no polo Erasmo Braga
MATO GROSSO DO SUL
Preço do boi gordo retrai e setor produtivo associa ao novo coronavírus
PRAZO
Termina nesta quinta o prazo de inscrição para estagiários da Educação
COVID-19
Condutores terão mais seis meses para tirar a primeira habilitação
REGIÃO
Nelsinho Trad consegue mais recursos para MS mesmo durante pandemia
DEFRON
Foragido condenado a mais de 20 anos é preso na região de fronteira
SORTE
Aposta online acerta as seis dezenas e leva R$ 4,9 milhões da Mega-Sena

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações