Menu
Busca sexta, 22 de março de 2019
(67) 9860-3221

Senado Federal está Reunido para apressar reformas

07 dezembro 2003 - 12h04

O Senado já iniciou os trabalhos da sessão extraordinária deste domingo para agilizar a votação das reformas tributária e da previdência. O senador Aloísio Mercadante pretende votar a emenda em 1º turno no domingo que vem.A sessão de ontem, convocada pelo presidente do Senado, José Sarney, serviu apenas para agilizar a tramitação das reformas - uma exigência regimental de cinco sessões, antes de colocar as matérias em votação. No total, 23 senadores compareceram à sessão. No entanto, pouco se falou sobre as duas reformas. Os parlamentares preferiram outros assuntos, como a transposição das águas do Rio São Francisco - que prevê a perenização de rios de Pernambuco, Piauí, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte - e se manifestaram contra as propostas de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Camila Alves resgata foto com barriga chapada e diz: "antes das crianças"
AMAMBAI
Homem de 43 anos morre após sofrer mal súbito no local de trabalho
ECONOMIA
Conta de luz pode ter aumento de 15% a partir de abril em MS
JUDICIÁRIO
STF adia julgamento sobre compartilhamento de dados da Receita
CRIME AMBIENTAL
Paulistas são multados em R$ 2,5 mil por transportar pescado ilegal
CAPITAL
Com dores e febril após parto, mulher expele pano durante o banho
LEÃO
Receita recebe quase 5 milhões de declarações do IR em duas semanas
CORUMBÁ
Pai e 2 filhos são presos ao manter depósito de combustível no quintal
CONCURSO
Governo abre seleção profissionais para gestão de recursos hídricos
SAÚDE
STJ autoriza João de Deus a deixar prisão para tratamento médico

Mais Lidas

DOURADOS
Tripla colisão deixa dois feridos em cruzamento movimentado
DOURADOS
Universitária morre no HV quatro dias após acidente de moto
RIO BRILHANTE
Dono de oficina baleado pela manhã morre no Hospital da Vida
OPERAÇÃO PREGÃO
Investigações apontam assinatura de morta em contrato de empresa de refrigeração com prefeitura