Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Sem-terra de Terenos serão removidos hoje pelo Incra

10 janeiro 2004 - 08h47

O Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) vai remover hoje as 70 famílias de trabalhadores rurais do Acampamento Portal do Pantanal, acampadas às margens da rodovia na BR-262, próximo a Terenos. Eles serão transferidos para um novo acampamento na rodovia MS-060, saída de Sidrolândia, na região do Imbirussu, na Capital. A transferência das famílias para outro acampamento foi sugerida pelo juiz da comarca de Terenos, José Berlange Andrade, em uma audiência que foi realizado no próprio acampamento depois que dois grupos ligados ao movimento desentenderem-se e foi necessária a intervenção da Justiça. Os sem-terra viviam em uma faixa de terra às margens da rodovia, conhecida como Mangão, uma área da União, há 5 quilômetros da cidade. Segundo consta inicialmente o grupo era composto por 130 famílias e por conta de divergência parte deles foram expulsos do local. O grupo expulso registrou boletim de ocorrência policial alegando ter sofrido ameaças.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
‘Cassems Itinerante’ leva atendimento em Psiquiatria para Dourados e mais duas cidades
MANDADO DE PRISÃO
Em abordagem por pesca ilegal, PMA captura foragido da justiça
OPORTUNIDADE
Vale Universidade recebe inscrições a partir do dia 3 de março
LEGISLATIVO
Assembleia realiza audiência para apresentação de relatórios da Saúde
COVID-19
Desinfetante, álcool e água sanitária podem eliminar o Coronavírus
CAMPO GRANDE
Suposto receptador exige R$ 4 mil para devolver S-10 furtada
COTAÇÃO
Dólar fecha a R$ 4,44 e renova patamar recorde
SETE QUEDAS
Homem é preso com arma de fogo e munições em área rural
SUJEITO A PUNIÇÃO
Estados e municípios têm até domingo para informar gastos com saúde
UFGD
Universidade abre inscrições para aulas gratuitas de zumba

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira