Menu
Busca terça, 18 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Secretário afirma que "Lei Seca" punirá infratores hoje à noite

19 dezembro 2003 - 17h34

O secretário estadual de Segurança Pública e Justiça, Dagoberto Nogueira, negou que a fiscalização hoje do cumprimento da “Lei Seca” vai se restringir a medidas apenas educativas. Segundo o secretário, os donos de bares e restaurantes que forem flagrados vendendo bebida alcoólica, após o horário permitido, sem que para isso tenham obtido ao menos o protocolo do Alvará Especial serão punidos com multa de R$ 922,47. No caso dos proprietários dos trailers situados principalmente na avenida Afonso Pena, os infratores serão multados e presos e as mercadorias e os veículos apreendidos, segundo o secretário. A posição do secretário contraria anúncio feito hoje pelo representante no Estado da Abrasel (Associação Brasileira de Restaurantes e Empresas de Entretenimento), que congrega 56 estabelecimentos na Capital, Francisco Carlos de Assis.Ele havia adiantado, no início da tarde, antes da reunião na prefeitura que acertou os detalhes da fiscalização de hoje à noite, que os trabalhos de hoje à noite não envolveriam medidas punitivas aos bares e restaurantes. Seria apenas educativos e nos estabelecimentos que os policiais flagrassem a venda de bebidas as contas teriam de ser fechadas, sem multas para os infratores.A “Lei Seca” proíbe que donos de bares e restaurantes não credenciados com o Alvará Especial vendam bebidas alcoólicas depois das 23h, de segunda-feira a sexta-feira, e após a meia noite nos finais de semana. O protocolo que será aceito hoje substitui o Alvará Especial enquanto este documento não for expedido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Polícia apreende 115 quilos de cocaína em estepe de caminhão
MAIS CEDO
Globo oficializa que jogos de quarta-feira terão início às 21h30
TECNOLOGIA
Clientes do Banco do Brasil poderão usar WhatsApp para fazer saques
ENSINO
UFGD abre seleção para propostas ao Programa de Monitoria
TJ/MS
Tribunal de Justiça recebe ministro do STF Luis Roberto Barroso
BRASIL
CNJ aprova novo auxílio-moradia de até R$ 4.377,73 a magistrados
ÁGUA CLARA
Quatro dias após nascer, Conselho Tutelar retira bebê da família
MUDANÇA NA CLT
Senado aprova projeto que protege grávidas em atividade insalubre
ELDORADO
PF apreende uma tonelada de maconha e munições de uso restrito
ANEEL
Consumidores pagarão R$ 17 bi na conta de luz para cobrir subsídios

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem faz desabafo sobre a morte do pai em confronto: “lamento por você ter escolhido esse caminho”
DOURADOS
Délia exonera cinco secretários de uma só vez e inicia reforma administrativa
DOURADOS
“Batida” acaba com festa lotada de menores e regada a bebida alcoólica
POLÍCIA
Jovem é baleada em tentativa de assalto em Dourados