Menu
Busca quarta, 20 de março de 2019
(67) 9860-3221

São Paulo e River lutal por vaga na final da Sul-Americana

03 dezembro 2003 - 09h20

Em seu último desafio no ano, o São Paulo precisará derrubar uma marca que já dura dez anos para tentar avançar à sua primeira final em 2003. Nesta quarta-feira, às 20h40, no Morumbi, o time do técnico Roberto Rojas tem de vencer o River Plate por três gols de diferença para decidir a Copa Sul-Americana. Na partida de ida, em Buenos Aires, os argentinos ganharam por 3 a 1. A última vez que os são-paulinos conseguiram inverter desvantagem de dois gols em mata-matas contra equipes da Argentina foi em 1993, pela Libertadores. Na época, a equipe comandada por Telê Santana havia sido derrotada pelo Newell´s Old Boys por 2 a 0 na partida de ida. No jogo da volta, em São Paulo, Raí e companhia fizeram 4 a 0 no rival e abriram caminho para o bicampeonato da competição.Desde então, o time fez mais dois mata-matas diante de rivais argentinos. Pela extinta Supercopa, foi eliminado nas semifinais pelo Boca Juniors, em 1994, após derrota em Buenos Aires por 2 a 0 e vitória no Morumbi por 1 a 0.Em 1997, diante do mesmo adversário de amanhã, novo insucesso pela Supercopa. Após empate por 0 a 0 em São Paulo, os argentinos levantaram a taça da competição ao vencerem por 2 a 1 em casa.Ao todo, em torneios sul-americanos, o São Paulo enfrentou clubes argentinos em 28 oportunidades, com 11 vitórias, também 11 derrotas e seis empates. Marcou 32 gols e sofreu um a menos.Para dificultar ainda mais a situação, os são-paulinos jamais derrotaram o River Plate. O time, porém, não parece abatido com estatística. A vaga obtida no domingo, contra a Ponte Preta, para a Libertadores do ano que vem deu confiança aos atletas."Temos totais condições de vencer. Se repetirmos a mesma atitude e raça demonstradas em Campinas, vamos conseguir a classificação", afirmou o meia Souza, um dos destaques do time."Sem dúvida, a vaga na Libertadores foi muito importante na parte psicológica. Vamos com mais força agora", declarou o treinador chileno Roberto Rojas.Segundo ele, agora a "prioridade número um" do clube é a Copa Sul-Americana. "Estávamos levando como podíamos, mas agora estamos totalmente concentrados nessa competição", completou o técnico, que pediu "alma" ao time contra os argentinos."Eles colocam a alma em campo, nós temos de fazer isso também para chegarmos à vaga", disse.A classificação para a Libertadores também parece ter contagiado o torcedor são-paulino. Hoje, cerca de 7.000 ingressos foram vendidos para a partida do Morumbi. A expectativa dos dirigentes é de que mais de 30 mil pessoas incentivem a equipe.Já o River Plate, que atravessa má fase, chegou nesta terça-feira a São Paulo e realiza um treino de reconhecimento à noite no Morumbi.O meia Gallardo, que abriu o caminho para a vitória e foi o melhor em campo no jogo em Buenos Aires, tem uma lesão na coxa e é dúvida na escalação. Tuzio, outro machucado, também pode desfalcar o time do chileno Manuel Pellegrini.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Homem é preso após furtar tela de Associação de Moradores
ECONOMIA
Dólar fecha em queda com foco no Fed e aposentadoria dos militares
CRIME AMBIENTAL
Desmatamento gera multa de R$ 41 mil a produtor rural
IBOPE
Aprovação do governo Bolsonaro cai 15 pontos e chega a 34%
TEMPO
Caarapó é castigada com mais de 70 mm de chuva
TJMS
Juiz da infância de Dourados é promovido a desembargador do TJ
TRAGÉDIA
Brumadinho: total de mortes confirmadas sobe para 209
FUTEBOL DE MS
Primeira fase do Estadual termina sem troca de técnicos
DOURADOS
Defesa Civil mantém alerta com “chuvarada” que deve continuar na região
RESSOCIALIZAÇÃO
Artesã ensina detentas a confeccionar bonecas de pano

Mais Lidas

PREJUÍZO
Chuva forte derruba árvores e deixa ruas alagadas em Dourados
DOURADOS
Pai e madrasta de criança morta por agressão vão a júri popular
FRONTEIRA
Homem é executado enquanto tomava tereré na frente de açougue
IMPETUS
“Central de inteligência” do PCC que planejava matar servidores de MS é desarticulada na PED