Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Safra 2003 de algodão em MS foi de 65 mil toneladas

21 dezembro 2003 - 11h43

Mato Grosso do Sul plantou nesta safra 2003/04 cerca de 45 mil hectares de algodão, com produção estimada de 65 mil toneladas em pluma. Os principais municípios produtores são Chapadão do Sul, São Gabriel do Oeste, Costa Rica, Sonora, Ponta Porã, Dourados, Maracaju, Naviraí e Itaquiraí. A produtividade média do Estado na safra 1999/00 foi de 165 arrobas/hectare (ha), sendo que uma @ (arrroba) equivalente a 15 quilos. Para a safra 2003/04, a estimativa é de 230 @/ha. Alguns produtores atingem até 286 @/ha.Uma característica interessante, revelada no estudo “Cadeia Produtiva do Algodão de MS: Eficiência Econômica e Competividade”, elaborado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Agropecuária do Oeste), patrocinado através do programa Pluma do governo do Estado, indica que, embora o nível tecnológico e as produtividades sejam bastante distintas entre a agricultura empresarial e a agricultura familiar, em especial, nos assentamentos rurais, ambas apresentam alto grau de competitividade, pois a lucratividade se assemelha. Outra ponto relevante, observado pelo coordenador de Agronegócios em Agricultura da Secretaria de Estado da Produção e do Turismo (Seprotur), Fernando Nascimento, diz respeito à qualidade da fibra produzida pelos produtores sul-mato-grossenses, ou seja, o comprimento, a uniformidade e a resistência que o mercado procura, principalmente o externo, que remunera mais pelo produto, são diferenciais observados no produto plantado em Mato Grosso do Sul. Atualmente no Estado estão instaladas 15 indústrias beneficiadoras de algodão. O governo estadual, por meio da Seprotur, mantém dois programas de incentivo: o Pluma, que premia produtividade e qualidade e o Expansul, que concede incentivo financeiro à expansão de novas áreas. O Pluma tem cadastrado 227 produtores, dos quais 169 plantam até 50 ha; 18 cultivam de 50 a 200 ha e 40 plantam acima de 200 ha.“O Estado possui condições favoráveis para a expansão dessa lavoura, pois conta com solos férteis, topografia plana, chuvas em quantidade e bem distribuídas, colheita em período seco, além do capital humano de excelente qualidade, no caso os agricultores e seus colaboradores”, comentou Fernando Nascimento. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU!
Bianca Bin quebra a web ao publicar foto exibindo parte dos seios
DOURADOS
Universidades executam parceria em Pesquisa com Seres Humanos
POLÍTICA
Deputado estadual é criticado por fazer copia e cola de lei federal
SIDROLÂNDIA
Vazamento de amônia em frigorífico deixa funcionários com sintomas de intoxicação
CURSO
Agepen finaliza a formação de 453 futuros agentes penitenciários
SAÚDE
Estudo revela compostos que podem combater a tuberculose
CULTURA
10º Festival Internacional de Teatro de Dourados começa dia 25
BRASIL
Entenda o que muda com a lei da liberdade econômica
CAARAPÓ
Homem é preso em flagrante transportando maconha em ônibus
2020
Cowboy de Itaquiraí conquista vaga para Jogos Paralímpicos de Tóquio

Mais Lidas

POLÍCIA
PRF apreende caminhonete com cerca de 3 toneladas de maconha
DOURADOS
Polícia fecha “boca do Matrix” e prende acusado de vários furtos no Centro
DOURADOS
Justiça concede liberdade a mulher que liderava quadrilha presa com 1t de maconha
DOURADOS
Preso que fugiu da PED realizava serviço com outros 10 internos