Menu
Busca sexta, 20 de abril de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CORPAL TOPO SITE

Reforma agrária de Lula é uma vergonha, diz Stédile

03 dezembro 2003 - 14h38

 O coordenador do Movimento dos Sem-Terra (MST) João Pedro Stédile disse que a reforma agrária do primeiro ano do governo Lula "foi uma vergonha". Ele acrescentou esperar "uma reforma agrária maciça, e que o governo pare de dar desculpa de que falta dinheiro". Durante o lançamento do Relatório dos Direitos Humanos no Brasil, Stédile fez críticas à política econômica, mas disse que não vai ficar entre duas opções extremas: "Nem o apoio ao Lula para a direita não vir, nem a crítica total com o argumento de que ele virou neoliberal". Stédile fez uma dura crítica às universidade brasileiras que, segundo ele, deveriam estar buscando alternativas para os problemas do País: "As universidades viraram um bando de bundões, pararam de pensar as causas dos problemas brasileiros". O coordenador do MST disse que o desemprego é o maior problema do País, e que, se persistir a atual política econômica, "não haverá aumento de emprego nem com o crescimento da economia". O lançamento do relatório reuniu diversos militantes dos Direitos Humanos no País, que fizeram muitas críticas ao primeiro ano do governo Lula.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARAGUAI
Clínica Móvel da UCP atende comunidade de Concepcion
MS
Diretoria divulga benefícios da Mútua para profissionais inscritos no Crea
BRASILEIRÃO - SÉRIE D
Corumbaense estreia amanhã contra o Iporá, em Goiás
OFERTA/PROCURA
Com embargo da União Européia, preço do frango pode cair no Brasil
MALHA VIÁRIA
Governador entrega revitalização em rodovias que passam por Douradina
NOVO REAJUSTE
Petrobras aumenta preços de combustíveis nas refinarias
EM DOURADOS
Líder indígena diz que União tem medo de “brigar” com ruralistas
TERAPIA HOLÍSTICA
Terapeutas holísticos de Mato Grosso do Sul se organizam em Associação
FEBRE AMARELA
Número de casos crescem 57% e de mortes aumentam 41% no País
UEMS
Inscrições para Programa de Cultura, Esporte e Lazer vão até 30 de abril

Mais Lidas

DOURADOS
Estudante de medicina é preso com R$36 mil em notas falsas
BR-463
Polícia confirma morte de idoso em ataque de pistoleiros
SOLIDARIEDADE
Dourados inaugura a primeira geladeira solidária nesta sexta-feira
DIREITOS HUMANOS
Esposas de presos denunciam agressões e Comissão vai até a PED