Menu
Busca segunda, 30 de março de 2020
(67) 9860-3221

Reforma agrária de Lula é uma vergonha, diz Stédile

03 dezembro 2003 - 14h38

 O coordenador do Movimento dos Sem-Terra (MST) João Pedro Stédile disse que a reforma agrária do primeiro ano do governo Lula "foi uma vergonha". Ele acrescentou esperar "uma reforma agrária maciça, e que o governo pare de dar desculpa de que falta dinheiro". Durante o lançamento do Relatório dos Direitos Humanos no Brasil, Stédile fez críticas à política econômica, mas disse que não vai ficar entre duas opções extremas: "Nem o apoio ao Lula para a direita não vir, nem a crítica total com o argumento de que ele virou neoliberal". Stédile fez uma dura crítica às universidade brasileiras que, segundo ele, deveriam estar buscando alternativas para os problemas do País: "As universidades viraram um bando de bundões, pararam de pensar as causas dos problemas brasileiros". O coordenador do MST disse que o desemprego é o maior problema do País, e que, se persistir a atual política econômica, "não haverá aumento de emprego nem com o crescimento da economia". O lançamento do relatório reuniu diversos militantes dos Direitos Humanos no País, que fizeram muitas críticas ao primeiro ano do governo Lula.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: número de mortes no Brasil sobe para 136
COVID-19
Estado confirma mais cinco casos de coronavírus; Dourados segue com dois
INTERNACIONAL
Novo embaixador dos Estados Unidos chega ao Brasil
MATO GROSSO DO SUL
Bombeiros fazem alerta para aumento de 133% na quantidade de incêndios
DEFENSORIA PÚBLICA
DPU cria canal para denúncias durante o enfrentamento ao coronavírus
MATO GROSSO DO SUL
Calendário de vacinação contra aftosa será mantido
BRASIL
Bolsonaro dá passeio em Brasília após Mandetta enfatizar isolamento
ACIDENTE
Motociclista morre ao colidir em touro em cidade do interior
ESTAVA NA PED
Mato-grossense é preso com por tráfico de drogas em Dourados
NOTA PREMIADA
Lista de ganhadores já está disponível para consulta

Mais Lidas

COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31
DOURADOS
Estado avisou sobre contato entre douradense e morador da Capital com Covid-19
AQUIDAUANA
Quatro homens são autuados em R$ 10,4 mil por pesca predatória em MS