Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
(67) 99659-5905

Ramez e mais sete congressistas são barrados na Síria

04 dezembro 2003 - 14h19

A comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou por constrangimento ontem na Síria, primeiro país árabe do roteiro brasileiro no Oriente Médio. Os congressistas, entre eles o senador Ramez Tebet e o deputado federal Nelson Trad, ambos do PMDB de Mato Grosso do Sul, foram barrados e convidados a sair do palácio onde Lula e o presidente sírio, Bashar al Assad, participariam de uma reunião.As gafes foram protagonizadas também pelo presidente e pela primeira-dama, Marisa Letícia. Lula pediu “um brinde à felicidade do presidente Bashar al Assad durante jantar em que só foi servidos suco e água. Lula aquiesceu, cumprimento seu colega sírio, sentou-se e o brinde foi cancelado”, segundo relata o jornalista Fernando Rodrigues da Folha de S. Paulo. A primeira dama confessor ter ficado “chateada” por não ter sido avisada sobre o traje correto a ser usado. Ela vestia longo enquanto a primeira-dama da Síria usava saia na altura dos joelhos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
POLÍCIA
Adolescente de 17 anos estupra criança de seis em Laguna Carapã
BRASIL
Mourão defende que dados de queimadas passem por 'ajustes e correções'
REGIÃO
Homem descumpre medida protetiva, persegue a ex pela internet e vai preso
BRASIL
Barroso defende trabalho da imprensa no combate à desinformação
DADOS
Pandemia do coronavírus reduz em 50% doações de medula óssea em MS
POLÍCIA
Dois ficam feridos em acidente na MS-134
TURISMO
Governo federal regulamenta turismo de trilhas no Brasil
RIO BRILHANTE
Homem de 56 anos cai de trator e morre atropelado em fazenda
PARANAÍBA
Homem quebra móveis, bate na mulher e vai preso

Mais Lidas

PERIGO POTENCIAL
Vendaval pode atingir Dourados e outras 35 cidades de MS, segundo alerta do Inmet
DOURADOS
Mulher estaciona em vaga preferencial e é xingada por médico
ELEIÇÕES 2020
Convenções chegam ao fim e sete nomes são lançados à prefeitura de Dourados
FRONTEIRA
Estudante morre após procedimento estético em clínica clandestina