Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020
(67) 99659-5905

Quase metade dos usuários de celular não tem telefone fixo

12 dezembro 2009 - 15h18

Cerca de 86 milhões de pessoas, ou 53,8% da população brasileira com dez anos ou mais, tinha telefone celular para uso pessoal em 2008.

Desse total, 38,6 milhões (44,7%) não tinham telefone fixo no domicílio em que moravam. O percentual de brasileiros sem o aparelho convencional era decrescente de acordo com o rendimento mensal domiciliar per capta.

As informações fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2008 sobre acesso à internet e posse de telefone móvel celular para uso pessoal, divulgada ontem sexta-feira (11).

Em 2005, o percentual de brasileiros que tinham telefones móveis era de 36,6%, correspondendo a 56 milhões de pessoas. “De 2005 para 2008, enquanto a população de dez anos ou mais cresceu 5,4%, o contingente daqueles que possuíam celular teve aumento de 54,9%”, compara a Pnad.

A diferença entre homens e mulheres com posse do aparelho era pequena: 54% e 53,6%, respectivamente. Essa ordem se inverteu na população com menos de 30 anos de idade: 28,8% das mulheres, contra 25,7% dos homens.

Escolaridade e renda
O estudo indica que a posse de celular estava diretamente relacionada ao nível de escolaridade e ao rendimento dos usuários. Aqueles que tinham o aparelho apresentavam nível médio de anos de estudo (9,2) superior ao dos que não tinham (5,2), e o percentual dos que tinham os portáteis aumentava de acordo com a faixa de rendimento. 

Em 2008, o rendimento médio domiciliar per capta registrado entre aqueles que não possuíam os aparelhos correspondia a 44,9% do rendimento daqueles que tinham celular. Em 2005, essa proporção era 38,7%.

O percentual de brasileiros do grupo dos ocupados que tinham celular para uso pessoal em 2008 chegou a 63,6%, enquanto o valor fica em 40,6% entre os não ocupados. Em 2005, essas porcentagens eram de 44,3% e 26,5%, respectivamente.

A região Centro-Oeste teve o maior percentual de usuários de celular (64,5%), com destaque para o Distrito Federal (75,6%).

Norte (45,4%) e Nordeste (41,2%) tinham os menores percentuais. No Sul, onde 62,8% tinham celular, o Rio Grande do Sul apareceu na liderança (67,7%), enquanto no Sudeste (58,6% com celular), o Rio de Janeiro teve o maior percentual (61,7%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020
Prazo para registro de candidaturas termina hoje
TV DOURADOS NEWS
IFMS abre 160 vagas para o curso de técnico integrado em Informática para internet
SAÚDE & BEM - ESTAR
Pandemia: o que será de nós, depois da máscara?
MARACAJU
Menina procura a avó e diz que foi obrigada a ver filmes pornográficos
CRISE AMBIENTAL
Papa cita na ONU 'perigosa situação da Amazônia e dos indígenas'
TAQUARUSSU
Ambiental autua quatro em R$ 8,4 mil e apreende 139 quilos de pescado
UEMS
Abertas inscrições para seleção de docentes temporários na área de Letras
TRÁFICO
Casal morador em Ponta Porã é preso com maconha em Minas Gerais
SAÚDE
Setembro Verde: Central de Transplantes realiza live no próximo domingo
POLÍCIA
“Ordem do presídio”, diz ladrão de 17 anos que atirou em caminhoneiro

Mais Lidas

POLÍCIA
Caminhoneiro de Dourados morre ao capotar na serra de Maracaju
PANDEMIA
Novo decreto diminui toque de recolher e libera venda de bebidas em bares até as 23h
PROSSEGUIR
Governo atualiza mapa da Covid e Dourados volta para "bandeira vermelha"
PONTA PORÃ
Polícia apreende comboio com contrabando avaliado em R$ 1 milhão