Menu
Busca quarta, 26 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

PTB denuncia que 600 eleitores de Rochedo são de fora

23 janeiro 2004 - 15h33

Pelo menos 600 eleitores habilitados a votar em Rochedo nas eleições de 5 de outubro próximo vindouro seriam moradores de outras cidades. A denúncia parte de opositores à atual prefeita do município, Edileuza Lopes de Andrade (PTB), aliada do ex-prefeito Adão Pedro Arantes (PDT), que, apesar de ser considerado inelegível pela Justiça Eleitoral, tenta disputar a sucessão municipal rochedense amparado em liminares judiciais. De acordo com representantes dos partidos de oposição a Edileuza Lopes de Andrade e a Adão Arantes número de eleitores na zona eleitoral de Rochedo é desproporcional ao número de habitantes. O fato ocorre, segundo os dirigentes partidários que tencionam formalizar uma ampla aliança de oposição no município, por que centenas de eleitores teriam sido arregimentados principalmente na Capital do Estado, onde se concentra o maior número de “eleitores rochedenses fantasmas”. Preocupados com a situação, oposicionistas de Rochedo estão se mobilizando no sentido de sugerir ao Poder Judiciário que, por meio do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), determine a realização de recadastramento eleitoral na cidade, sob pena das eleições de outubro próximo em Rochedo serem decididas por votos de moradores de Campo Grande. Segundo o Censo de 2000 do Demográfico do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o município de Rochedo conta com 4.345 habitantes. Já o TRE tem em seus registros um total de 3.518 cidadãos aptos a votar na zona eleitoral rochedense. Feita a subtração entre habitantes que votam e habitantes que não votam, chega-se à conclusão de que, dos 4.345 moradores de Rochedo, apenas 827 não têm título de eleitor. Tomando-se ainda os números relativos a habitantes (4.345) e eleitores (3.518) chega-se à conclusão de que exatamente 81% dos moradores de Rochedo estão aptos a votar, percentual que foge à média de praticamente todos os municípios de Mato Grosso do Sul. Ao mesmo tempo, os dirigentes partidários que denunciam o fato inusitado que se verifica em Rochedo vão mais além afirmando que o processo de “arregimentação” de eleitores de outros municípios para votarem em Rochedo em outubro próximo continua. A meta, segundo informações obtidas junto a pessoas que preferem resguardar a identidade, por medida de segurança, é atingir pelo menos 1.000 eleitores até o dia 5 de maio, último dia para alistamento e transferência de domicílio eleitoral no Estado. De acordo com informações obtidas pelos denunciantes, para se alistar como eleitor no município de Rochedo, o “candidato a eleitor rochedense” precisa comprovar que reside naquela zona eleitoral. Para tanto, eles (os eleitores de outros municípios) estariam sendo “municiados” com talões de água que, em Rochedo, é emitido pela Prefeitura Municipal, haja vista que lá o serviço de água e esgoto é municipalizado. Diante deste fato, a oposição de Rochedo ao solicitar do TRE/MS que realize o recadastramento eleitoral no município, vai solicitar, também, que o comprovante de moradia seja o talão de luz, emitido pela Enersul, e não mais o de água, emitido pelo Serviço Autárquico de Água e Esgoto do município. Outro fato que tem animado a oposição de Rochedo a solicitar ao TRE/MS o recadastramento eleitoral em Rochedo é o fato de que esse procedimento implicou a redução do número de eleitores em vários municípios do Estado. Na Região Norte, à qual está inserido o município de Rochedo, a recadastramento se deu em pelo vários municípios, sendo que em Bandeirantes e Corguinho, por exemplo, verificou-se redução no número de eleitores. Em Bandeirantes, a redução foi de 3,24%, enquanto que em Corguinho o número de votantes diminuiu em um índice de 3,24%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COPA DO BRASIL
Águia Negra treina em São Paulo para jogo contra Ferroviária
CAMPO GRANDE
Escola da zona rural é beneficiada com o parque feito em presídio
LITERATURA
Há 75 anos, morria Mário de Andrade, um dos maiores escritores do país
ESPORTES
Ciclista de MS conquista duas medalhas em competição nacional
ESTÁGIO
Acadêmicos do Vale Universidade podem cumprir horas nos finais de semana
DOURADOS
‘Confusão’ em Carnaval na praça gera discussões sobre uso dos espaços públicos
CRIME AMBIENTAL
Homem é autuado em 12 mil por falta de conservação de solo
CRISE
Com mais 23 assassinatos, mortes no Ceará chegam a 170
'PURO ÓDIO'
Liderança do PCC em Campo Grande é morto por dupla
REGIÃO
PMA paralisa atividade em carvoaria ilegal e autua proprietária

Mais Lidas

DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar