Menu
Busca quinta, 19 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

PT pode ir à Justiça se Câmara arquivar “Caso Hora”

02 dezembro 2003 - 13h44

O presidente em exercício do PT em Dourados, o secretário municipal de Educação, Antonio Leopoldo Suypene, disse nesta manhã que o partido poderá recorrer à Justiça comum se a Câmara arquivar a denúncia de quebra de decoro, feita pelo PT contra o vereador Walter Hora (PPS). O arquivamento será recomendado pela Comissão Processante instalada para investigar o pedido de cassação. Walter Hora é acusado de dano ao patrimônio público por depredar uma ciclovia na periferia de Dourados. O parecer recomendando o arquivamento deve ser votado na sessão desta terça-feira e precisa ser aprovado por no mínimo 12 dos 17 vereadores. Suypene afirma “desconhecer” a legislação citada pelo presidente da comissão, Carlinhos Cantor (PL), segundo a qual, o dirigente não teria legitimidade para fazer a denúncia por acumular os cargos de secretário de Educação e de presidente do PT. “Quem fez a denúncia foi a Executiva do partido”, afirmou Suypene.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Irmã de Luan Santana posa de biquíni e recebe elogios: 'obra de arte'
ANGÉLICA
Jovem é preso por levar pistola de uso restrito para escola e ameaçar alunos
DOURADOS
Praça Antonio João terá mobilização pela Semana da Árvore no sábado
RIO GRANDE DO SUL
Justiça condena União a indenizar professora perseguida na ditadura
MEIO AMBIENTE
Jaguatirica capturada ferida em pousada é lavada para reabilitação
MIRANDA
Pecuarista é multado em R$ 17 mil por desmatamento em área protegida
ESTADOS UNIDOS
Bolsonaro viajará para assembleia da ONU em NY, diz porta-voz
CRIME AMBIENTAL
Construtor é autuado por caça e pesca predatórias e porte de arma
STJ
INSS deve pagar por afastamento de vítima de violência doméstica
CAPITAL
Gerente desvia R$1,2 milhão e compra casa em condomínio de luxo

Mais Lidas

DOURADOS
De assaltante frustrado a autor de furto, jovem agora é apontado como assassino frio e cruel
DOURADOS
“Terror”: Empresário foi agredido e ameaçado de morte durante roubo de joias
CRIME BRUTAL
Após matar pai e filho, assassino arrancou cérebro de menor e manteve fogo aceso para queimar corpos
DOURADOS
Interno foge da PED durante trabalho de manutenção