Menu
Busca sábado, 22 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Projeto sobre o TCE foi rejeitado e ficou para 2004

10 dezembro 2003 - 14h17

Depois de entrar e votação e causar polêmica que levou à suspensão da sessão da Assembléia Legislativa, o projeto que muda a indicação de conselheiros para o Tribunal de Contas do Estado foi considerado rejeitado e só poderá ser discutido em 2004. Foi o que afirmou há pouco o presidente da Assembléia Legislativa, Londres Machado (PL), ao explicar que o texto entrou em votação por engano.Ele justificou que tinha atendido pedido de Antônio Carlos Arroyo (PL), mesmo partido de Paulo Corrêa, autor do projeto, para que o texto não fosse colocado em votação. Conforme Londres, ele teve que deixar a presidência da sessão e esqueceu de comunicar a Antônio Braga, que ficou no comando, que não deveria incluir o texto. Na retomada da sessão, que já foi encerrada, Machado pediu desculpas ao líder do PL pela confusão e disse que da forma como tudo ocorreu o texto foi dado como reprovado, sendo impossível colocá-lo de volta em votação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Cuidadora é presa após assalto que terminou em morte de médico de 93 anos
TST
Petroleiros fecham acordo com a Petrobras e encerram greve de 20 dias
JARDIM
Armado, homem ameaçava enteada de 8 anos para estuprá-la
UEMS
Mestrado Profissional em Ensino em Saúde abre inscrições em Dourados
ECONOMIA
Associações pedem que Reinaldo revogue aumento do ICMS da gasolina
CAMPO GRANDE
Mulher é presa após xingar idoso e bater na vizinha com mangueira
BATAYPORÃ
Chuva de 90 milímetros coloca cidade de MS em situação de emergência
FOLGA
Bolsonaro passa o carnaval em unidade do Exército no Guarujá
CAPITAL
Major da PM que matou ex-namorado foi agredida e ficou em cárcere
ECONOMIA
Projeto Maracujá Agroecológico começa a dar resultado a produtores

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Polícia vai ao Guaicurus e prende condenado por pedofilia