Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Projeto impede discriminação por dívida na contratação

14 janeiro 2004 - 15h42

O deputado Dimas Ramalho (PPS-SP) apresentou à Câmara o Projeto de Lei 2707/03, que proíbe o uso de informações sobre restrições de crédito na contratação de empregados. Ele explica que essa medida fere os princípios constitucionais de valorização e proteção da dignidade humana e da promoção social do trabalho.Segundo o autor, é comum ver pessoas que, quando chamadas a assumir um emprego, são impedidas em razão de seus nomes constarem do Serasa ou do SPC. Para Dimas, o cidadão com restrições nessas entidades já é apenado porque não tem crédito no comércio. "Vedar-lhe o acesso a um emprego ou correr o risco de perdê-lo é uma iniqüidade que não encontra respaldo em nosso sistema jurídico", sustenta. Em sua opnião, a única saída para quem tem dívidas a saldar é ter dinheiro suficiente para honrar seus compromissos, o que só conseguirá fazer com um emprego. O autor considera que dívidas civis devem ser exigidas perante o Judiciário e com o amparo do Código Civil. A proposta será distribuída para as comissões técnicas da Casa que analisarão seu mérito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SÃO GABRIEL
Menino de 5 anos é internado em estado grave após ser atropelado
SAÚDE
Trote solidário: UEMS incentiva doação de sangue e cadastro de medula óssea
CAPITAL
Garçom lambe orelha de cliente em bar e é denunciado à polícia
SAÚDE
Disseminação de fake news sobre coronavírus preocupa especialistas
LÉO VERAS
Suspeito nega execução de jornalista e teme queima de arquivo
ESPORTE
GP Rochedo de Ciclismo abre inscrições para prova dia 15 de março
SÃO GABRIEL
Peão morre atingido por hélice ao consertar maquinário em fazenda
SANEAMENTO
Sanesul executa obras de esgotamento sanitário em Antônio João
TRÊS LAGOAS
Motorista fica preso nas ferragens após colisão entre caminhões na BR-262
MEIO AMBIENTE
Bachelet critica 'retrocessos significativos' na política ambiental no Brasil

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira