Menu
Busca domingo, 21 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Professores da Reme defendem trabalhos em curso na capital

28 novembro 2012 - 20h00

Professores da Rede Municipal de Ensino de Dourados participam neste sábado, em Campo Grande, do encerramento do curso de Especialização em Mídias na Educação, oferecido pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em parceria com o Proinfo Integrado/MEC e apoio da Undime (União de Dirigentes Municipais de Educação).



Essa especialização começou no primeiro semestre de 2011 quando houve a divulgação dos cursos diretamente pelo NTEM (Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal), que coordenou o processo de inscrição dos professores locais. A carga horária do curso foi de 360 horas, cumpridas com encontros presenciais e atividades a distância.



Fizeram parte do conteúdo participação em fóruns de debates sobre o uso das tecnologias na educação, trabalhos em grupo, produção de resumos, resenhas e textos diversos e desenvolvimento de projetos educacionais nas Salas de Tecnologias Educacionais (STEs) das escolas de Dourados. Para a finalização, cada participante teve de escrever um artigo sobre um dos projetos.



No encontro de conclusão do curso, neste fim de semana, serão 30 professores do município de Dourados e outros 60 de todo o Mato Grosso do Sul, expondo e defendendo seus trabalhos Eles irão destacar o uso das tecnologias na educação como melhoria do processo ensino-aprendizagem e, passarão pela avaliação de uma banca examinadora.



EQUIPAMENTOS

Além de investimento em Formação Continuada através dos cursos ofertados pelo NTEM, as escolas municipais de Dourados estão sendo beneficiadas com equipamentos tecnológicos por meio do Proinfo (Programa Nacional de Tecnologia Educacional). Em 2011, 20 escolas da Reme foram contempladas com aparelhos multimídia e neste mês de novembro mais 15 escolas foram selecionadas.



São escolas rurais e indígenas, que receberão um computador interativo, com as mesmas características do projetor multimídia, além de Lousa Digital, um sistema que permite transformar a superfície de projeção em um quadro interativo. Os materiais são provenientes do Pronacampo (Programa Nacional de Educação do Campo), criado para atender escolas rurais.



As escolas beneficiadas são José Eduardo Canuto Estolano, Padre Anchieta, Ruy Gomes, Padre André Capelli, Coronel Firmino Vieira de Matos, Dr. Camilo Hermelindo, Fazenda Miya ( Pólo Francisco Meireles), Geraldino Neves Correia e as escolas indígenas Agustinho, Araporã, Lacui Roque Isnardi, Pai Chiquito, Ramão Martins e Tengatui Marangatu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Renata Kuerten desistiu da barriga trincada: "quero um corpinho violão"
FRONTEIRA
Homem tenta fugir, mas acaba preso com 392 quilos de maconha
AMEAÇA
Para fechar STF basta 'um soldado e um cabo', diz filho de Bolsonaro
RIO BRILHANTE
Morador de assentamento é encontrado morto e suspeita é latrocínio
DOURADOS
Mulher de 40 anos é assaltado quando desembarcava de ônibus
UEMS
Conselho de Ética abre inscrições para eleição de representantes
EMPREGO
Ao menos 7 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 100 vagas
FÁTIMA DO SUL
‘Tuzin’ morre após colidir motocicleta em rotatória
SHOWBIZ
Sabrina Sato coloca fim a mistério e revela nome pra lá de diferente da filha
INTOLERÂNCIA
UFGD divulga Nota de Repúdio sobre "Suástica" em painel

Mais Lidas

DOURADOS
Familiares e amigos dão adeus a empresário e filho mortos em acidente
DOURADOS
Bandidos atiram contra viatura e abandonam carro tomado em assalto
CANAÃ
Órgãos de segurança fecham festa organizada através do WhatsApp
RIO BRILHANTE
Caminhonete invade pista, bate em motocicleta e mata casal