Menu
Busca segunda, 24 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Produtores discutem amanhã a implantação do Conseleite

24 janeiro 2005 - 11h08

A implantação do Conseleite é aguardada tanto por produtores rurais quanto pelos empresários da indústria do setor leiteiro em Mato Grosso do Sul. A proposta encabeçada pela Funar (Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural) deve trazer benefícios para Mato Grosso do Sul entre eles uma maior transparência na relação entre indústria e produtor, sendo que o enfoque é um preço diferenciado. O projeto deve ser discutido amanhã, na Casa Rural (rua Marcino dos Santos, 401), em Campo Grande, a partir das 14 horas.Conforme a consultora da Funar e coordenadora da Câmara Setorial, Adriana Mascarenhas, o produtor vai ter oportunidade de contar com um preço de referência sendo determinado pela qualidade e quantidade do produto.Proposta - Uma pesquisa dos produtos lácteos no varejo regula o preço do leite comercializado entre o produtor rural e a indústria. O Conseleite faz pesquisas dos preços e traça um valor de referência do produto. “Esse preço ninguém é obrigado a seguir, mas acaba se tornando uma base para o mercado”, explica Adriana Mascarenhas.De acordo com o modelo do Paraná, o Conseleite divulga o preço médio do mês anterior, dos 14 produtos levantados e os valores de referência para a matéria-prima, calculados a partir de uma metodologia complexa, mas transparente. O programa define então um leite-padrão, com determinadas características de qualidade e volume e, a partir dele, um leite de qualidade inferior (com deságio de 10%) e um leite de qualidade superior (com ágio de 15%), dispersos em torno do leite-padrão.Para a consultora e economista, Adriana Mascarenhas Braga, o preço de referência contribui para que os produtores sejam remunerados pelo real valor do seu produto. A proposta de implantar o projeto no Estado surgiu a partir de uma iniciativa da Famasul (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul), logo após a crise do leite em 2000. Em fevereiro de 2000, medidas anti-dumping e ações contra a importação ilegal do leite tomadas pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) restabeleceram o mercado para os produtores, o preço voltou a subir, mas logo caiu novamente, sem explicação alguma, sufocando o produtor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SERGIPE
Caminhão com 400 kg de maconha que saiu de MS e apreendido em Brasília
DOURADOS
Menor usa pistola de ar comprimido para roubar haitiana
JUDICIÁRIO
Ministério Público quer lei para acabar com 'farra das diárias' em Caarapó
MORTE DE LANZARINI
Dourados News emite nota de pesar pela morte de ex-prefeito
BOLADA
Após acumular pela 16ª vez, Mega Sena terá o 3º maior prêmio da história
BATAGUASSU
Polícia apreende quase sete quilos de passta base de cocaína em ônibus
SAÚDE
Novo Coronavírus: Brasil atualiza critérios para doação de sangue
39 QUILOS
Militar detido com cocaína na Espanha é condenado a 6 anos de prisão
DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini

Mais Lidas

CRIME
Ex-integrante de grupo de Rap é morto a tiros em Dourados
WEIMAR TORRES
Mulher morre após bater em carro que roletou avenida
FÁTIMA DO SUL
Polícia prende homem que matou namorada a marteladas
FRONTEIRA
Suspeitos de matar jornalista são presos em operação