Menu
Busca domingo, 19 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Produtores de MS buscam experiências para salvar o Taquari

02 agosto 2006 - 09h07

Um grupo de 30 produtores de nove municípios da Bacia do Rio Taquari faz amanhã e sexta-feira visita em Mato Grosso para conhecer os trabalhos de recuperação de solo e de identificação dos passivos ambientais em algumas áreas da bacia do Rio São Lourenço. As atividades no local estão sendo desenvolvidas pelo governo mato-grossense, pela ong TNC (The Natury Conservancy) e Federação de Agricultores do Mato Grosso (Famato). A visita do grupo a MT tem como objetivo buscar alternativas para recuperação da Bacia do Alto Taquari, um dos principais afluentes do Pantanal. A iniciativa conta com as parcerias do governo do Mato Grosso do Sul, Ministério Público, sindicatos de produtores rurais do Mato Grosso do Sul, Federação dos Agricultores do Mato Grosso do Sul (Famasul), MMA/Ibama.Com 787 quilômetros de extensão, o rio Taquari, ao longo de 30 anos, vem sofrendo agressões que resultaram em desastre ecológico. A origem do problema está concentrada mais na parte alta do rio, de onde grande quantidade de sedimentos provenientes do uso inadequado do solo para pastagem do gado é levada para parte baixa da bacia, causando danos ambientais, como, por exemplo, o assoreamento do rio.Segundo o coordenador do Programa Pantanal do MMA, Paulo Guilherme, a idéia é realizar um trabalho inovador junto aos proprietários rurais em busca de alternativas para recuperação desse dano, em vez de só autuá-lo. “A simples autuação do proprietário não leva à recuperação do dano ambiental”, diz Paulo Guilherme, ressaltando, entretanto, que o trabalho de fiscalização está sendo ampliado. “Além da fiscalização, estamos utilizando outros procedimentos, por meio da educação ambiental, do convencimento e esclarecimento para, de forma compartilhada, buscar alternativa para os problemas ambientais na região”, esclarece. Os trabalhos para recuperar os danos ambientais no Taquari envolvem parcerias entre MMA/Programa Pantanal, Ibama, governo dos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, proprietários rurais, entre outras instituições, articuladas por grupo de trabalho instituído pelo Ministério do Meio Ambiente com objetivo de elaborar propostas para recuperação do Taquari. Atualmente, os trabalhos buscam mapear, com imagens georreferenciadas, todas as propriedades no entorno do Alto Taquari. A iniciativa busca identificar o nível de degradação na bacia hidrográfica para definir alternativas conjuntas. Um convênio assinado em junho entre o Ministério do Meio Ambiente e a Fundação Educacional de Apoio à Pesquisa de São Gabriel do Oeste vai permitir o plantio de mudas de espécies nativas para reflorestar todas as áreas de preservação permanente (APPs) e a reserva legal da bacia do Alto Taquari.O Viveiro de Mudas de São Gabriel do Oeste, construído com recursos do Programa Nacional do Meio Ambiente (PNMA), vai produzir uma variedade de plantas nativas da região, como cedro, jequitibá, jatobá, angico, entre outras.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Florista ferida a tiros está em coma e ex segue internado sob escolta policial
EDUCAÇÃO
Após queixas de alunos, ministro admite erro na correção do Enem
TRÊS LAGOAS
Menina de 4 anos é internada em estado grave após ser picada por escorpião
MIRANDA
Motociclista morre ao bater de frente contra Fiat/Uno na BR-262
CULTURA
Regina Duarte quer uma conversa 'olho no olho' com Bolsonaro
ECONOMIA
Jucems registra abertura de mais de sete mil empresas em 2019
PONTA PORÃ
Do interior de veículo, homem atira contra namorada de 22 anos
PRÊMIOS
Nota Dourada terá primeiro sorteio na proxima segunda-feira
CRIME AMBIENTAL
Aposentado é autuado em R$ 6 mil por desmatamento em área protegida
PRAZO
IFMS encerra amanhã seleção para professores de educação especial

Mais Lidas

CAPITAL
Veterinária deixa motel em surto e morre embaixo de caminhão
DOURADOS
Homem é preso por destruir celular em operação deflagrada para esclarecer homicídio
DOURADOS
'Rua do medo' tem dois entregadores assaltados em 10 dias
TRÁFICO
Polícia flagra esquema de venda de droga no cartão em Dourados