Menu
Busca quarta, 23 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
DIZ NÃO TER SIDO NOTIFICADA

Prefeitura mantém seleção de professores mesmo diante de determinação judicial

Prefeitura mantém seleção de professores mesmo diante de determinação judicial

12 janeiro 2018 - 15h20Por Da redação

Conforme já havia citado nesta quinta-feira (11) ao Dourados News, a Prefeitura de Dourados reiterou nesta sexta-feira (12), em nota enviada pela assessoria de comunicação que não foi notificada oficialmente sobre decisões que modifiquem o processo seletivo de professores temporários em andamento.

O processo encontra-se em fase de recebimento dos documentos dos candidatos e de acordo com a assessoria, a secretaria de Educação seguirá com os trâmites normalmente. A data final para que os candidatos entreguem os documentos é a segunda-feira (15), das 08h às 12h.

Ainda conforme a assessoria, as vagas disponíveis nesta seleção são para suprir licenças legais de professores (cursos, maternidade, saúde, entre outras) e ocorre por orientação do Tribunal de Contas do Estado.

A suspensão 

A juíza substituta da 6ª Vara Cível da Comarca de Dourados, Dileta Terezinha Souza Thomaz, suspendeu o processo seletivo de contratação de professores na Rede Municipal de Ensino, em resposta à Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Estadual.

Segundo a determinação da magistrada, a administração precisa apresentar a quantidade de vagas puras existentes e a posterior nomeação de aprovados (as) no concurso público.

Conforme o parecer, a prefeitura "não apresentou os relatórios detalhados para fins de apuração efetiva do total de vagas puras no magistério municipal; identificou e exonerou 150 professores contratados irregularmente em vagas puras, apurou provisória e extraoficialmente 71 vagas puras e convocou apenas 53 aprovados em concurso", menciona decisão.

Com base no documento e como publicado no site do Simted, o documento diz ainda que o Governo Municipal "abriu processo seletivo para contratação de professores temporários sem comprovar o preenchimento de todas as vagas puras existentes na Rede Municipal de Ensino".

Ainda de acordo com o texto,  caso a prefeitura não apresente as informações e não atenda as solicitações determinadas pela justiça, poderá ser responsabilizada por descumprimento de ordem judicial e incidência em ato de improbidade administrativa.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Ex-BBB Michelly Crisfepe exibe barriga esculpida na web e recebe elogios
PAGAMENTO
Justiça suspende auxílio-mudança de parlamentares reeleitos
SAÚDE
Menino de 5 anos é diagnosticado com leishmaniose em Campo Grande
ECONOMIA
Aéreas brasileiras transportaram 103 milhões de passageiros em 2018
COXIM
Mulher não consegue falar com marido que é encontrado morto pela filho
UFGD
Concursos para docentes e técnicos divulgam candidatos isentos
ECONOMIA
Secretaria de Fazenda publica valor atualizado de Uferms para fevereiro
FORÇAS ARMADAS
Polícia recupera pistola de uso restrito desaparecida desde 2016
APRENDIZES-MARINHEIRO
Marinha abre inscrições para concurso com 1 mil vagas em todo país
ANASTÁCIO
Homem agride e furta dinheiro mãe para comprar bebida alcoólica

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem morre após ser atropelado por Mini Carregadeira em Dourados
BRASILÂNDIA
Dono de casa de prostituição é preso por tráfico de mulheres
OPERAÇÃO PREGÃO
Ex-secretário de Fazenda João Fava Neto é preso na Capital
ENERGISA
Consumidores podem recorrer ao valor da conta de energia sem sofrer corte no fornecimento