Menu
Busca terça, 16 de outubro de 2018
(67) 9860-3221
DIZ NÃO TER SIDO NOTIFICADA

Prefeitura mantém seleção de professores mesmo diante de determinação judicial

Prefeitura mantém seleção de professores mesmo diante de determinação judicial

12 janeiro 2018 - 15h20Por Da redação

Conforme já havia citado nesta quinta-feira (11) ao Dourados News, a Prefeitura de Dourados reiterou nesta sexta-feira (12), em nota enviada pela assessoria de comunicação que não foi notificada oficialmente sobre decisões que modifiquem o processo seletivo de professores temporários em andamento.

O processo encontra-se em fase de recebimento dos documentos dos candidatos e de acordo com a assessoria, a secretaria de Educação seguirá com os trâmites normalmente. A data final para que os candidatos entreguem os documentos é a segunda-feira (15), das 08h às 12h.

Ainda conforme a assessoria, as vagas disponíveis nesta seleção são para suprir licenças legais de professores (cursos, maternidade, saúde, entre outras) e ocorre por orientação do Tribunal de Contas do Estado.

A suspensão 

A juíza substituta da 6ª Vara Cível da Comarca de Dourados, Dileta Terezinha Souza Thomaz, suspendeu o processo seletivo de contratação de professores na Rede Municipal de Ensino, em resposta à Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Estadual.

Segundo a determinação da magistrada, a administração precisa apresentar a quantidade de vagas puras existentes e a posterior nomeação de aprovados (as) no concurso público.

Conforme o parecer, a prefeitura "não apresentou os relatórios detalhados para fins de apuração efetiva do total de vagas puras no magistério municipal; identificou e exonerou 150 professores contratados irregularmente em vagas puras, apurou provisória e extraoficialmente 71 vagas puras e convocou apenas 53 aprovados em concurso", menciona decisão.

Com base no documento e como publicado no site do Simted, o documento diz ainda que o Governo Municipal "abriu processo seletivo para contratação de professores temporários sem comprovar o preenchimento de todas as vagas puras existentes na Rede Municipal de Ensino".

Ainda de acordo com o texto,  caso a prefeitura não apresente as informações e não atenda as solicitações determinadas pela justiça, poderá ser responsabilizada por descumprimento de ordem judicial e incidência em ato de improbidade administrativa.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Aérea é condenada a indenizar passageiros por malas danificadas
ELEIÇÕES 2018
Reinaldo vai ao TRE, que propõe campanha sobre erros na urna
SELEÇÃO
Guarda Mirim de Dourados abre inscrições para a quarta turma
SAÚDE
SUS vai oferecer novo medicamento contra hepatite C
CAMPO GRANDE
Trabalhador morre ao cai do telhado e bater a cabeça em proteção
AGRICULTURA FAMILIAR
Senado aprova MP que permite renegociação de dívidas rurais
TJ/MS
Justiça manda igreja devolver valor de automóvel doado por fiel
ECONOMIA
Dólar fecha em queda com busca por risco no exterior e cena eleitoral
BR-267
Polícia apreende quase 100kg de maconha dentro de veículo
BRASIL
Correios fecham 41 agências a partir de hoje; duas delas em MS

Mais Lidas

DOURADOS
Família busca notícias de mulher que abandonou carro e embarcou na rodoviária
JARDIM MONTE LÍBANO
Policiais douradenses são presos por assalto a família
DOIS DIAS DEPOIS
Servidora pública é encontrada nos fundos de residência que estava para alugar
DOURADOS
Cinco anos após crime, acusados pela morte de vendedor douradense vão a júri popular