Menu
Busca sexta, 21 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Portadores de HIV encontram dificulddades em Ponta Porã

22 janeiro 2005 - 11h09

O Grupo de Apoio às Pessoas Vivendo com Vírus HIV/Aids de Ponta Porã, entidade formada para realizar trabalho social, está enfrentando dificuldades em Ponta Porã. Nesta semana, conforme informou a presidente do grupo, Simone Aparecida Bittencourt, a situação foi amenizada com a doação por parte da Secretaria Municipal de Promoção Social de vários fardos de alho, que estão sendo revendidos pela entidade. Com isso, foi pago o aluguel referente ao mês passado e outras despesas básicas da casa de apoio do GAPP localizada na rua Castro Alves, número 172, no bairro da Saudade. Atualmente o grupo reúne 36 famílias. Em outubro do ano passado, um incêndio destruiu a residência usada como base de apoio e de reuniões dos portadores de HIV em Ponta Porã. Depois disso, voluntários passaram a contribuir, inclusive com o pagamento do aluguel, o que ocorreu durante dois meses. Depois disso, conta Simone Aparecida, um dos voluntários com problemas financeiros retirou a ajuda de meio salário mínimo para pagamento do aluguel da casa, enquanto que o segundo voluntário diminuiu o valor até então doado. “Depois disso, passamos a enfrentar muitas dificuldades, inclusive com ameaça de fechamento da nossa sede. Mas a Promoção Social do município nos doou os fardos de alho e revendemos a trinta reais para fardo, e assim conseguimos quitar o pagamento do aluguel atrasado”, afirma a presidente do grupo. Fundada há menos de um ano, o Grupo de Apoio ressente a declaração de utilidade pública para ser isenta do pagamento de vários impostos e tributos. “Não temos uma fonte de renda fixa, daí a nossa maior dificuldade”, diz Simone, deixando claro a falta de solidariedade e a discriminação que os portadores de HIV enfrentam quando buscam emprego na cidade. O grupo realiza freqüentemente reuniões para discussão de assuntos atinentes ao interesse de seus participantes, métodos de apoio e palestras sócio-psicológicas. Qualquer doação pode ser feita através da conta corrente 27/5, agência 886 da Caixa Econômica Federal de Ponta Porã. Maiores informações como contribuir com o grupo podem ser obtidas pelos fones 431

Deixe seu Comentário

Leia Também

JARDIM GUAICURUS
Jovem resgatada foge da UPA e tenta subir em torre mais uma vez
DOURADOS
Ministro do STF nega liberdade a ex-secretário de Saúde
DOURADOS
Homem é encontrado caído em estrada com facada no pescoço
SÃO GABRIEL
Polícia apreende R$ 300 mil em mercadorias contrabandeadas do Paraguai
SAÚDE
Câmara dos Deputados aprova ultrassonografia mamária obrigatória pelo SUS
CAPITAL
Homem baleado na cabeça por major da PM morre em hospital
BRASIL
Bancos ficarão fechados durante o carnaval e só reabrem na quarta-feira de Cinzas
POLÍCIA
PMA inicia operação carnaval com enfoque na prevenção da pesca predatória
EDUCAÇÃO
Publicado edital do Prêmio Ministério do Trabalho na Escola 2020
ANASTÁCIO
Motorista tenta se livrar de 32 quilos de cocaína, mas é preso

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Polícia vai ao Guaicurus e prende condenado por pedofilia