Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Ponta Porã pode voltar a ter 15 vereadores

21 janeiro 2005 - 16h52

O promotor Douglas Cavalheiro deu parecer favorável a ação impetrada por suplentes de vereadores de Ponta Porã e agora o processo está nas mãos da juíza May Melke Amaral Penteado que poderá dar seu parecer ainda neste fim de semana, revogando decisão que modificou a composição das vagas no Legislativo.A Câmara Municipal de Ponta Porã tinha 13 vagas, e após a resolução do TSE o número baixou para 10 vereadores. Antes da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Câmara Municipal havia aprovado o aumento para 15 vereadores. Em todo o país, o aumento no número de vagas nos legislativos municipais está repercutindo e provocando uma briga judicial entre os que não conseguiram garantir a eleição em outubro passado. Um exemplo disso é em Recife, onde a Câmara volta a ter, a partir de hoje, 41 vereadores. Até ontem, Recife tinha 36 vagas, por decisão anunciada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que, em abril de 2004, baixou resolução reduzindo em 8.528 o número de vereadores em todo o País, de acordo com a população. (Carlos Monfort/Conesulnews)

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
‘Cassems Itinerante’ leva atendimento em Psiquiatria para Dourados e mais duas cidades
MANDADO DE PRISÃO
Em abordagem por pesca ilegal, PMA captura foragido da justiça
OPORTUNIDADE
Vale Universidade recebe inscrições a partir do dia 3 de março
LEGISLATIVO
Assembleia realiza audiência para apresentação de relatórios da Saúde
COVID-19
Desinfetante, álcool e água sanitária podem eliminar o Coronavírus
CAMPO GRANDE
Suposto receptador exige R$ 4 mil para devolver S-10 furtada
COTAÇÃO
Dólar fecha a R$ 4,44 e renova patamar recorde
SETE QUEDAS
Homem é preso com arma de fogo e munições em área rural
SUJEITO A PUNIÇÃO
Estados e municípios têm até domingo para informar gastos com saúde
UFGD
Universidade abre inscrições para aulas gratuitas de zumba

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira