Menu
Busca terça, 25 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Ponta Porã ganhará mini-usina de pasteurização de leite

21 março 2005 - 11h41

O prefeito de Ponta Porã, Flávio Kayatt, assina na manhã desta terça-feira, o termo aditivo para a construção da mini-usina _laticínio _, que vai beneficiar os pequenos produtores de leite da região. A solenidade, que deverá contar com a presença de representantes dos pequenos produtores e autoridades locais e estaduais, será realizada na Prefeitura de Ponta Porã às 10 horas da manhã. O secretário de Estado de Desenvolvimento Agrário, Valteci Ribeiro de Castro Junior e o presidente do Idaterra, Humberto de Mello Pereira, participam da solenidade. Em seguida, está prevista a entrega do sistema de abastecimento de água no Assentamento Dorcelina Folador, beneficiando mais de 200 famílias que moram naquela localidade. À tarde, com a presença de Valteci e Humberto, deverá ocorrer no Assentamento Itamarati, o lançamento da Estação Digital. Também a assinatura de contrato do Pronaf Mulher. Em seguida as autoridades vão discutir com assentados, os efeitos da longa estiagem para a agricultura familiar no município de Ponta Porã. A mini-usina de leite irá beneficiar cerca de 55 produtores que hoje comercializam o leite “in natura” o chamado “leite de canequinha”. Com capacidade para processar diariamente 10 mil litros de leite, a mini usina será instalada numa área próxima ao antigo armazém da Conab, no Jardim Independência. As autoridades consideram a construção da mini-usina de leite a solução definitiva para um problema que preocupa a população: o consumo do leite in natura. Segundo dados do Idaterra, hoje, os cerca de 55 vendedores de leite na cidade são responsáveis pelo fornecimento de metade do produto consumido diariamente pela população. “A produção do leite de canequinha atinge 7 mil litros por dia. Às vezes chega a 8 mil litros,. É uma quantidade considerável. Agora, com a mini-usina, a população terá acesso a um produto de qualidade garantida”, afirma Paulo Roberto da Silva, gerente regional do Idaterra em Ponta Porã. O prefeito Flávio Kayatt afirma que a construção da mini-usina será a garantia de saúde para a população pontaporanense. “A mini usina terá a mesma importância de um laticínio. Todo o leite será tratado de uma forma que evite riscos à saúde das pessoas, por isso que a Prefeitura está apoiando este projeto”, frisou Kayatt.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

SERGIPE
Caminhão com 400 kg de maconha que saiu de MS e apreendido em Brasília
DOURADOS
Menor usa pistola de ar comprimido para roubar haitiana
JUDICIÁRIO
Ministério Público quer lei para acabar com 'farra das diárias' em Caarapó
MORTE DE LANZARINI
Dourados News emite nota de pesar pela morte de ex-prefeito
BOLADA
Após acumular pela 16ª vez, Mega Sena terá o 3º maior prêmio da história
BATAGUASSU
Polícia apreende quase sete quilos de passta base de cocaína em ônibus
SAÚDE
Novo Coronavírus: Brasil atualiza critérios para doação de sangue
39 QUILOS
Militar detido com cocaína na Espanha é condenado a 6 anos de prisão
BENEFÍCIO
Programa Vale Universidade recebe inscrições no dia 3 de março
DOURADOS
Dupla em motocicleta assalta homem que caminhava pela Via Parque

Mais Lidas

CRIME
Ex-integrante de grupo de Rap é morto a tiros em Dourados
DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini
POLÍCIA
Ex-prefeito de Amambai Dirceu Lanzarini é ferido a tiros em atentado