Menu
Busca terça, 18 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Zé Teixeira defende novo modelo de política agrícola

09 dezembro 2003 - 11h42

O deputado estadual Zé Teixeira (PFL) defendeu hoje, a inserção de um novo modelo de política agrícola, de forma que contemple as famílias que atuam no campo por meio de mais incentivo e investimento no setor produtivo.Para Zé Teixeira, o que o País está precisando não é uma reforma agrária, mas sim de uma política agrícola eficiente. “A política agrícola é que está errada e não a reforma agrária é que está certa”, disse o líder da bancada ruralista na Assembléia Legislativa, durante entrevista ao Programa Hora Extra, levado ao ar simultaneamente pela Rádio FM Regional e TVE Regional.O deputado criticou a falta de incentivo ao meio produtivo brasileiro, lembrando que os produtores rurais têm lutado contra tudo, principalmente em relação às altas taxas de juros e a dolarização do setor.Em sua avaliação, é preciso uma política austera para que o produtor e as famílias que trabalham no campo sem sintam mais à vontade, possam plantar e colher sem risco ao meio de produção por falta de investimentos e subsídios.Segundo ele, a política agrícola tem de ser montada de forma eficiente, com distribuição de terras boas e investimentos necessários. “A terra tem de ser boa, em primeiro lugar, depois a política tem de ser associativa mesmo, com patrulha mecanizada e outros recursos”, definiu, citando, como exemplo, o modelo de “cooperativa” utilizado na Fazenda Itamarati, em Mato Grosso do Sul.Zé Teixeira condenou a fragilidade do setor atualmente, observando que há vendas de lotes através de contratos de gaveta. “Isso é uma coisa que não pode existir na reforma agrária”, criticou, ao apontar ainda como fator negativo para os pequenos produtores do Estado, o avanço tecnológico.De acordo com o deputado,  há casos evidentes no município de Chapadão do Sul, o maior produtor de algodão do Estado, onde os trabalhadores tiveram de deixar suas atividades em decorrência da chegada das colheitadeiras. “Chegaram as colheitadeiras e excluíram os trabalhadores”, lamentou. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MAIS CEDO
Globo oficializa que jogos de quarta-feira terão início às 21h30
TECNOLOGIA
Clientes do Banco do Brasil poderão usar WhatsApp para fazer saques
ENSINO
UFGD abre seleção para propostas ao Programa de Monitoria
TJ/MS
Tribunal de Justiça recebe ministro do STF Luis Roberto Barroso
BRASIL
CNJ aprova novo auxílio-moradia de até R$ 4.377,73 a magistrados
ÁGUA CLARA
Quatro dias após nascer, Conselho Tutelar retira bebê da família
MUDANÇA NA CLT
Senado aprova projeto que protege grávidas em atividade insalubre
ELDORADO
PF apreende uma tonelada de maconha e munições de uso restrito
ANEEL
Consumidores pagarão R$ 17 bi na conta de luz para cobrir subsídios
FUTEBOL
River é eliminado nos pênaltis e Al Ain vai à final do Mundial

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem faz desabafo sobre a morte do pai em confronto: “lamento por você ter escolhido esse caminho”
DOURADOS
Délia exonera cinco secretários de uma só vez e inicia reforma administrativa
DOURADOS
“Batida” acaba com festa lotada de menores e regada a bebida alcoólica
POLÍCIA
Jovem é baleada em tentativa de assalto em Dourados