Menu
Busca quarta, 19 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Juízes contestam reforma da Previdência por compra de votos no mensalão

30 novembro 2012 - 10h45

O julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão, ainda não terminou no Supremo Tribunal Federal (STF), mas já está sendo usado para questionar a reforma da Previdência aprovada pelo Congresso Nacional em 2003. Para duas associações de juízes, a alegação de que houve compra de apoio parlamentar justifica a anulação da norma.

O processo foi protocolado nesta quarta-feira (29) pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e pela Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra). Ele foi distribuído para Marco Aurélio Mello. O ministro do STF já relata outro processo sobre o novo regime previdenciário para o serviço público.

As entidades argumentam que a reforma deve ser anulada porque tem diversos vícios, entre eles, a ausência de discussão na Câmara e no Senado, a violação do princípio da moralidade e a fraude ao processo legislativo por meio de conduta criminosa.

"Ficou contaminado o processo de votação da emenda pela comprovação, no julgamento do STF, que houve compra de votos na votação. Teria havido uma influência econômica que não foi apenas a opinião de quem votou", disse esta tarde o presidente da AMB, Nelson Calandra.

A alteração na Constituição permitiu a dispensa de lei complementar especial para regulamentar o regime de previdência do servidor público. Além de criticar a compra de votos no caso, as associações de juízes alegam que, sem a lei complementar, haverá "insegurança jurídica na criação das dezenas ou centenas de entidades de previdência complementar pela União, estados e municípios".

O grupo ainda defende que a regra proposta pelo Executivo não pode ser usada para o Judiciário, pois só o STF tem a prerrogativa de encaminhar projeto de lei complementar sobre a previdência de magistrados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Câmara dos Deputados aprova MP do Agro; texto segue para Senado
UEMS
Inscrições abertas para Exame de Proficiência em Línguas Estrangeiras
ECONOMIA
BC anuncia amanhã marca para pagamento instantâneo no Brasil
PARANÁ
Desembargadora suspende demissões que motivaram greve na Petrobras
UFGD
Revista Videre realiza a primeira chamada de artigos do ano de 2020
BATAYPORÃ
Corpo de homem é encontrado por funcionários durante colheita de soja
SAÚDE
Governo Entrega Estação De Tratamento De Água Em Sete Quedas
INVESTIGAÇÃO
CNJ manda tribunal apurar ida do juiz Bretas a atos com Bolsonaro
NOVA ANDRADINA
Mulher é presa após furtar produtos do interior de supermercado
POLÍTICA
Senadores e deputados reagem à ofensa de Bolsonaro a repórter da Folha

Mais Lidas

DOURADOS
Ferido com tiro no peito, entregador chega pilotando moto na UPA
DOURADOS
Líderes de motim que causou estragos na Unei são levados à delegacia
DOURADOS
VÍDEO: Internos 'batem grade' e queimam colchões em princípio de rebelião na Unei
FRONTEIRA
Festa termina com aniversariante e convidado assassinados por pistoleiros