Menu
Busca segunda, 17 de junho de 2019
(67) 9860-3221
JUDICIÁRIO

Turma do STF discute hoje pedido de Lula para anular condenação

11 junho 2019 - 06h46Por G 1

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), liberou nesta segunda-feira, dia 10 de junho, para julgamento um pedido de liberdade apresentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O pedido é um habeas corpus que aponta a suspeição do ex-juiz e atual ministro Sérgio Moro e questiona a atuação dele durante o processo no qual o ex-presidente foi condenado.

A expectativa é que o pedido seja analisado nesta terça (11) ou no dia 25 de junho, pela Segunda Turma do STF.

O pedido foi apresentado pela defesa de Lula no ano passado, quando Sérgio Moro aceitou o convite do então presidente eleito Jair Bolsonaro para comandar o Ministério da Justiça.

Sérgio Moro era juiz e atuava na 13ª Vara Federal de Curitiba (PR). Como magistrado, foi o responsável pela condenação de Lula em 2017 no caso do triplex em Guarujá (SP).

Como teve a condenação confirmada em segunda instância, no ano passado, Lula foi preso em abril do ano passado e levado para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR). Em abril deste ano, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) analisou o caso e também manteve a condenação, mas reduziu a pena.

O habeas corpus liberado para julgamento começou a ser analisado em dezembro do ano passado. Após dois votos contra a concessão da liberdade a Lula, Gilmar Mendes pediu vista, ou seja, mais tempo para analisar o caso.

Pedido no STJ

Um outro pedido de liberdade de Lula, que questiona a atuação do relator da Lava Jato no STJ, Felix Fischer, também entrou na pauta de julgamentos do Supremo desta terça (11).

Esse processo começou a ser julgado no plenário virtual, mas Gilmar Mendes pediu julgamento no plenário presencial.

No ano passado, Fischer rejeitou absolver o ex-presidente em decisão individual. A defesa de Lula, então, recorreu por entender que o ministro não deveria ter decidido sobre o caso sozinho, mas, sim, deixado a decisão para a Quinta Turma do STJ. Depois, a Turma acabou julgando o caso e reduziu a pena de Lula de 12 anos e um mês para oito anos e 10 meses de prisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Reforma da Previdência vai ser tema de audiência pública na Câmara
É LEI EM MS
Cartazes devem informar em locais públicos direitos de pacientes com câncer
BRASIL
Mercado financeiro espera por cortes na Selic a partir de setembro
DOURADOS
Protesto contra nomeação de reitora tem 'abraço' coletivo e 'tapete alaranjado'
CAMPO GRANDE
Paciente descontrolado ameaça assistentes sociais por demora em atendimento
SUB-19
União goleia e fica perto da vaga na Copa SP do ano que vem
PREVENÇÃO
Secretário da Senad participa da abertura da IV Semana Estadual sobre Drogas
CRIME AMBIENTAL
Polícia prende capataz por caçada e apreende pistola e animais abatidos
FUTEBOL
Japão e Chile estreiam hoje em único jogo da Copa América
JARDIM TROPICAL
Mulheres são assaltadas enquanto saíam de igreja em Dourados

Mais Lidas

POLÍCIA
Casal contratado para levar maconha até Campo Grande é preso em Dourados
FURTO
Jovem é preso enquanto furtava bicicleta dentro de residência em Dourados
ASSALTO
Pastor marido de deputada federal é executado no Rio
POLÍCIA
Após cinco mortes em uma semana, órgãos realizam operação na reserva indígena de Dourados