Menu
Busca terça, 13 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
DESTITUÍDA

Tereza Cristina deixa liderança do PSB na Câmara

18 outubro 2017 - 14h20Por Agência Brasil

O deputado Júlio Delgado (MG) assumiu nesta quarta-feira (18) a liderança do PSB na Câmara. A mudança da liderança ocorre no dia em que está prevista a votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Casa. Ele substitui a deputada sul-mato-grossense Tereza Cristina, que vinha encaminhando votos de forma contrária a decisões da direção nacional do partido.

A destituição de Tereza Cristina foi recomendada pelo diretório nacional do PSB, que se reuniu na última segunda-feira (16) para deliberar sobre a possível expulsão de quatro deputados federais da sigla que tem votado a favor do governo, mesmo o partido tendo saído oficialmente da base governista. A expulsão foi impedida por uma liminar da Justiça, e a direção da legenda decidiu adotar outra estratégia para mudar a liderança da bancada na Câmara.

Nos últimos meses, o PSB vem enfrentando uma divisão ideológica entre seus parlamentares. O racha ficou mais evidente na votação da primeira denúncia contra o presidente Michel Temer, quando dois deputados do partido votaram a favor de Temer na CCJ e no plenário.

“Nós vinhamos há muito tempo passando esse constrangimento de a grande maioria no plenário ser destoante da indicação da liderança. E agora vamos tentar encontrar uma uniformidade. O PSB se reencontra com sua trajetória, se reencontra com sua coerência e acima de tudo com o desejo e decisões da instância maior que é o diretório nacional”, disse Delgado.

O novo líder do PSB disse que os deputados Fábio Garcia (MT) e Danilo Forte (CE) serão retirados das vagas do partido da CCJ. No lugar deles, Delgado nomeará os deputados Danilo Cabral (PE) e Hugo Leal (RJ) como membros titulares da comissão. Sobrarão duas vagas de suplentes, que serão ocupadas outros deputados do PSB com votos declarados pela autorização da segunda denúncia contra Temer.

A bancada do PSB tem 37 deputados e, para destituir Tereza Cristina da liderança, era necessário o apoio de pelo menos 19 parlamentares. Delgado conseguiu reunir as assinaturas para registrar a solicitação de mudança na Secretaria da Mesa da Câmara de ontem para hoje.

A manobra ocorreu antes que o deputado Raul Jungmann reassumisse o mandato, depois de ter sido exonerado da função de ministro da Defesa para reforçar a base de apoio ao governo na Câmara. O ministro Fernando Coelho Filho, de Minas e Energia, também foi exonerado para recompor a base de apoio na Câmara. Ambos são de Pernambuco e poderiam substituir os votos do partido contrários a Temer na CCJ.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASA PRÓPRIA
Caixa suspende Minha Casa Minha Vida para faixa intermediária
INDUBRASIL
Polícia caça suspeito de matar diarista investigada por latrocínio
JUSTIÇA ELEITORAL
TSE dá 3 dias para Bolsonaro esclarecer 'inconsistências' em contas
UFGD
Abertas inscrições para doutorado em Biotecnologia e Biodiversidade
BRASILÂNDIA
Estudantes de escola de MS criam dicionário de línguas indígenas
JUSTIÇA
Calúnia e difamação em rede social geram dano moral a usuário
ECONOMIA
Dólar fecha em alta de quase 2% e ultrapassa R$ 3,80
BRASIL
Agricultura deverá assumir pesca, pequenos produtores e Incra
FUTEBOL MS
Às vésperas do Arbitral, apenas em estádio está apto para o Estadual Série A
CLIMA
Dourados tem novo dia quente com sensação térmica próxima dos 40ºC

Mais Lidas

ÑU VERA
Homem morre em Dourados após bebedeira
ANGÉLICA
Jovem morre atropelado durante o trabalho em pátio de usina
PEDRO JUAN
Advogada de narcotraficantes brasileiros morre após atentado na fronteira
PARAGUAI
Polícia paraguaia acredita que pistoleiros brasileiros mataram advogada