Menu
Busca domingo, 21 de julho de 2019
(67) 9860-3221
EDUCAÇÃO

Senador, reitora e prefeitos discutem criação de três cursos em MS

02 junho 2015 - 16h45

Dois municípios de Mato Grosso do Sul poderão ganhar três novos cursos superiores em 2016. A criação das graduações em Medicina Veterinária em Paranaíba e de Engenharia Civil e Engenharia de Produção em Nova Andradina foi discutida em reunião nesta terça-feira (2), no Ministério da Educação, em Brasília.

Participaram da audiência com o ministro interino da Educação, Luiz Cláudio Costa, e com o secretário de Ensino Superior (Sesu), Jesualdo Pereira Farias, o senador Waldemir Moka (PMDB), a reitora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Célia Maria Silva Correa Oliveira, e os prefeitos Roberto Hashioka (Nova Andradina) e Diogo Tita (Paranaíba).

Nova reunião da reitora com o Ministério da Educação está prevista para os próximos dias. Nela, será apresentado cronograma de desembolsos de recursos para que os cursos comecem a funcionar já no primeiro semestre do ano que vem. Essa possibilidade só existe, ressalva Célia Maria, se a proposta de investimento mínimo for aprovada.

O ministro foi informado de que os municípios estão em condições de receber os cursos, com espaço já destinado a cada um deles. Em Paranaíba, a estrutura disponível atende aos dois primeiros anos da graduação em Medicina Veterinária. “Do terceiro ano em diante, vamos precisar de um novo prédio para abrigar laboratórios e um hospital veterinário”, acrescentou.

Os investimentos previstos em Paranaíba para quatro anos estão estimados em R$ 36 milhões, sendo R$ 34 milhões para as obras do prédio e aparelhamento e R$ 2 milhões para custeio. O curso também tem destinado R$ 15 milhões de uma emenda da bancada federal.

Já em Nova Andradina o espaço para as graduações de Engenharia Civil e Engenharia de Produção está garantido. A reitora explica que o fato de a cidade oferecer os cursos de Gestão Financeira e de Administração, áreas com disciplinas básicas semelhantes às de Engenharia, facilitará a implantação dos cursos.

Para o senador Moka, a criação dessas três graduações vai beneficiar centenas de estudantes das regiões do Bolsão e Conesul, onde há carência na oferta de vagas nessas áreas. “São regiões de grande importância para a economia do nosso Estado e que merecem ser servidas por esses cursos”, afirmou. “Mas dependemos do sinal verde do Ministério da Educação”.

Expectativa

O prefeito Roberto Hashioka, de Nova Andradina, considerou a audiência “importante” e a participação do senador Moka “fundamental” para a implantação dos cursos no município. “A criação dos cursos beneficia o projeto do polo de tecnologia e inovação de Nova Andradina, também com o apoio do senador Moka”, frisou.

Já o prefeito Diogo Tita (PPS), de Paranaíba, destaca o significado para o município a implantação do curso de Medicina Veterinária. “Para implantar o curso, que já foi devidamente autorizado pelo MEC, falta a construção do prédio, embora já tenhamos oferecido espaço provisório para o seu funcionamento”, enfatizou Tita.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDRO JUAN
Segurança de boate que matou cliente com tiro na cabeça é preso
FENEARTE
Artesanato de MS é sucesso de vendas na maior feira da América Latina
DOURADOS
Homem perde motocicleta em assalto no jardim Novo Horizonte
PESQUISA
53% são contra indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixador
DOURADOS
Prova para candidatos a conselheiro tutelar será no dia 28 de julho
CAPITAL
Acidente entre dois carros e carreta mata motorista na BR-163
SHOWBIZZ
Luana Piovani revela o verdadeiro motivo do término com Pedro Scooby
CAPITAL
Homem é morto a facada e testemunha presa por não pagar pensão
BRASIL
Estudo revela que 80% de diabéticos podem ter doenças cardiovasculares
RIO BRILHANTE
Dupla é flagrada com mais de 100 quilos de maconha em veículo

Mais Lidas

TRÂNSITO
Mulher morre após acidente entre carro e moto
DOURADOS
Guarda flagra rapaz empurrando moto e descobre que veículo era furtado
LAGUNA CARAPÃ
Homem chega alterado em casa, bate na mãe e é preso
DOURADOS
Jovem é preso por tráfico internacional na rodoviária