Menu
Busca sexta, 16 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
INFRAESTRUTURA

Reinaldo cobra recuperação e construção de 3ª faixas nas BRs-262 e 158

12 setembro 2017 - 08h58

O Governador Reinaldo Azambuja, acompanhado de representantes da Fibria, fábrica de celulose de eucalipto, solicitou na noite desta segunda-feira, dia 11 de setembro, ao ministro dos Transportes, Mauricio Quintella Lessa, que agilize a recuperação e construção de 3ª faixa em trechos da BR-262, entre Três Lagoas e Agua Clara, e na BR-158.

O objetivo é melhorar o fluxo de veículos nestas estradas , uma vez que só na BR-262, segundo estudos da fábrica de celulose Fibria, localizada em Três Lagoas, são 10 caminhões por hora transportando materiais tanto para a Fibria como para a Eldorado Celulose.

"O ministro nos disse que vai assinar o contrato da restauração, faltando apenas ocorrer o descontingenciamento pelo Palácio do Planalto. Ele (ministro) prometeu que vai assinar logo para fazer a restauração da BR-262, e tem estudo para fazer a 3ª faixa entre Três Lagoas e Água Clara. A gente precisa pressa, agora a pressa é realizar estas obras", enfatizou Reinaldo Azambuja, explicando que as duas empresas de celulose contrataram estudos para construção de contorno rodoviário em Três Lagoas, que logo que estejam concluídos serão entregues ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), para que ocorra a contratação da empresa para executar a obra. A estimativa é que sejam investidos R$ 60 milhões no contorno, que terá extensão de 26 quilômetros.

O Governador também aproveitou a reunião para cobrar investimentos na malha ferroviária Oeste. "A Rumo está discutindo a ampliação da concessão, mas essa concessão tem de ocorrer com escopo de investimento de recuperação da malha Santos, Três Lagoas, Corumbá", afirmou. O secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, também participou da reunião com o ministro.

O gerente-geral de Operações Florestais da Fibria, Aires Galhardo, que participou da reunião, enfatizou que o encontro "foi muito positivo, o ministro foi bastante compreensivo com as demandas que o Estado trouxe, tem algumas demandas importantes como a BR- 262 e a ferroviária que precisam ter seus gargalos resolvidos, para ajudar na logística do Estado. São soluções que trariam novos investimentos e dariam maior potencial de investimentos ao Estado", emendando que a recuperação da BR-262 "é primordial" para o Estado. "Hoje, infelizmente, a BR-262 não tem faixas adicionais, o tráfego de caminhões acaba limitando a velocidade, não tem pontos para ultrapassagens. Trechos com 3ª faixa viabilizariam as ultrapassagens com segurança e aumentariam a velocidade da rodovia. Principalmente no trecho entre Águas Claras e Três Lagoas".

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORUMBÁ
Ação do MPF garante preservação do Instituto Luiz Albuquerque
DOURADOS
Guarda encontra pé de maconha cultivado por usuários em mata
BRASIL
Atividade econômica cresce 1,74% no terceiro trimestre
MATO GROSSO DO SUL
Fazenda projeta queda no ICMS de Dourados e mais 23 municípios
DOURADOS
Desembargador nega Habeas Corpus a ex-secretário preso na Operação Pregão
PREVISÃO DO TEMPO
Final de semana deve ser marcado por calor e chuva em Dourados
NOVA ALVORADA DO SUL
Briga de família termina com pai esfaqueando a filha
BRASIL
Operações resgatam 48 trabalhadores em situação análoga à escravidão
DOURADOS
Mulher é roubada ao chegar em hotel
SOLIDARIEDADE
Família de bebê de 4 meses pede ajuda para conseguir respirador

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Empresário é executado e filho fica ferido em atentado
CAMPO GRANDE
Empresário executado na Capital era avalista em dívida de R$ 40 milhões
SUSTO
Veículo com placas de Dourados fica destruído ao ser atingido por vagões de trem
DOURADOS
Dupla armada rouba moto para assaltar empresa e levar R$ 3 mil