Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
INFRAESTRUTURA

Reinaldo cobra recuperação e construção de 3ª faixas nas BRs-262 e 158

12 setembro 2017 - 08h58

O Governador Reinaldo Azambuja, acompanhado de representantes da Fibria, fábrica de celulose de eucalipto, solicitou na noite desta segunda-feira, dia 11 de setembro, ao ministro dos Transportes, Mauricio Quintella Lessa, que agilize a recuperação e construção de 3ª faixa em trechos da BR-262, entre Três Lagoas e Agua Clara, e na BR-158.

O objetivo é melhorar o fluxo de veículos nestas estradas , uma vez que só na BR-262, segundo estudos da fábrica de celulose Fibria, localizada em Três Lagoas, são 10 caminhões por hora transportando materiais tanto para a Fibria como para a Eldorado Celulose.

"O ministro nos disse que vai assinar o contrato da restauração, faltando apenas ocorrer o descontingenciamento pelo Palácio do Planalto. Ele (ministro) prometeu que vai assinar logo para fazer a restauração da BR-262, e tem estudo para fazer a 3ª faixa entre Três Lagoas e Água Clara. A gente precisa pressa, agora a pressa é realizar estas obras", enfatizou Reinaldo Azambuja, explicando que as duas empresas de celulose contrataram estudos para construção de contorno rodoviário em Três Lagoas, que logo que estejam concluídos serão entregues ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), para que ocorra a contratação da empresa para executar a obra. A estimativa é que sejam investidos R$ 60 milhões no contorno, que terá extensão de 26 quilômetros.

O Governador também aproveitou a reunião para cobrar investimentos na malha ferroviária Oeste. "A Rumo está discutindo a ampliação da concessão, mas essa concessão tem de ocorrer com escopo de investimento de recuperação da malha Santos, Três Lagoas, Corumbá", afirmou. O secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, também participou da reunião com o ministro.

O gerente-geral de Operações Florestais da Fibria, Aires Galhardo, que participou da reunião, enfatizou que o encontro "foi muito positivo, o ministro foi bastante compreensivo com as demandas que o Estado trouxe, tem algumas demandas importantes como a BR- 262 e a ferroviária que precisam ter seus gargalos resolvidos, para ajudar na logística do Estado. São soluções que trariam novos investimentos e dariam maior potencial de investimentos ao Estado", emendando que a recuperação da BR-262 "é primordial" para o Estado. "Hoje, infelizmente, a BR-262 não tem faixas adicionais, o tráfego de caminhões acaba limitando a velocidade, não tem pontos para ultrapassagens. Trechos com 3ª faixa viabilizariam as ultrapassagens com segurança e aumentariam a velocidade da rodovia. Principalmente no trecho entre Águas Claras e Três Lagoas".

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Bebê é sexta vítima de acidente na Via Dutra, sentido Rio de Janeiro
Unicef
26% das adolescentes brasileiras casam-se antes dos 18 anos
MS 42 ANOS
Identidade do Estado revela “Brasil profundo” nas artes plásticas
TUFÃO
Passagem do Hagibis no Japão provoca pelo menos 24 mortes
DOURADOS
Programação do “Outubro Rosa” tem evento no dia 16
FAMOSOS
Em meio aos rumos sobre affair, Grazi faz trilha com Caio Castro
DOURADOS
Universidade levará serviços à Praça Antônio João dia 23
ESTADO
Judiciário fará Semana da Conciliação no início de novembro
CRIME
Caçador foge da PMA, mas abandona moto, rifle e munições e acaba identificado
BRASIL
Após dez dias internado, general Villas Bôas recebe alta hospitalar

Mais Lidas

CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
DOURADOS
Clima fica tenso com índios presos em confrontos às margens da Perimetral Norte
MS
Idosa é atingida por jaca durante procissão e precisa ser socorrida