Menu
Busca terça, 11 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
PATRIMÔNIO

Projeto é aprovado e guavira deve se tornar o fruto símbolo de MS

19 outubro 2017 - 06h48Por Da Redação

A guavira está muito próxima de se tornar o fruto símbolo de Mato Grosso do Sul. Isto porque a Assembleia Legislativa aprovou na última terça-feira, dia 17 de outubro, em segunda votação, o projeto de lei de autoria do deputado Renato Câmara que torna a fruta como patrimônio cultural do Estado. Para se tornar lei, a proposta precisa agora ser sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja.

Com a diminuição dos guavirais nos últimos anos em decorrência da expansão da pecuária, das lavouras e do crescimento populacional, especialistas acreditam que a melhor maneira de conservar a planta é viabilizar o seu cultivo do ponto de vista econômico, para consumo próprio e para comercialização.

Autor da proposta, Renato Câmara acredita que, caso se torne lei, o projeto pode ser um pontapé inicial para impulsionar a cultura da guavira, promovendo a diversificação da matriz econômica e gerando emprego e renda para diversos municípios do Estado. “A guavira tem um grande potencial para gerar renda a ajudar a desenvolver o turismo. O passo agora é desenvolver a sua cadeia produtiva”, destacou o deputado ao comentar a aprovação da lei na Assembleia Legislativa.

Para o deputado, a lei vai garantir a proteção da planta e abre possibilidade de geração de renda, principalmente na agricultura familiar, gerando a diversificação da renda e do gênero, uma vez que é uma atividade que pode ser desenvolvida na família pela mulher, tanto na coleta dos frutos quanto no seu processamento para a obtenção dos subprodutos.

Em Bonito, por exemplo, a fruta já é utilizada na composição de pratos tradicionais, sorvetes, picolés, drinques e os mais antigos até utilizam a guavira para fins medicinais. Tamanha sua importância e tradição, a guavira já conquistou o privilégio de ter um festival em sua homenagem. Geralmente realizado em novembro, época de colheita da fruta, o Festival da Guavira de Bonito é uma mistura de cultura e gastronomia. Além da variedade de pratos feitos com base na fruta, o festival ainda agrega música tradicional e exposição do artesanato local. Segundo dados da Agraer, 60% dos produtores da região de Bonito preserva um capão (porção de área) de guavira na propriedade.

Conforme Renato Câmara, com a lei, será possível estimular o desenvolvimento dos guavirais em diversos municípios do Estado, fortalecendo o nome da fruta e possibilitando a realização de festivais gastronômicos com o tema, gerando ocupação e renda e valorizando a cultura sul-mato-grossense.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COOPERATIVISMO
Sicredi encerra campanha institucional de 2018 com filmes sobre Natal e Ano Novo
MANDATO TAMPÃO
Prefeito e vice de Caarapó serão diplomados e empossados nesta terça
PROVAS
Enem será reaplicado hoje e amanhã para 2,7 mil estudantes
FRONTEIRA
Polícia paraguaia prende mulher brasileira que abandonou recém-nascido
DOURADOS
Formandos de Gastronomia da Unigran inovam e criam gastrobar para o TCC
DOURADOS
Mais de 23 mil famílias já retiraram o kit distribuído pela Seja Digital
DOURADOS
Menor é apreendida na rodoviária com 16kg de maconha
ESTADO
Governador faz entregas de R$ 36 milhões em obras da MS-178 e habitação em Bonito
RURAL
IBGE estima queda de 5,5% na safra de grãos deste ano
DOURADOS
Votação da Lei Orçamentária Anual é adiada, mas deve ocorrer ainda esta semana

Mais Lidas

DOURADOS
Criança morre no HV três dias após ser atropelada na Cachoeirinha
PREGÃO
Vereadora presa desde outubro tenta retomar cargo na Câmara de Dourados
CHAPADÃO DO SUL
Avião agrícola cai e mata piloto em cidade de MS
DOURADOS
Criança morta após acidente de trânsito teve órgãos levados para SP e Campo Grande