Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99659-5905
MEC

Presidente do Inep é demitido antes de completar um mês no cargo

16 maio 2019 - 19h50Por Terra

Elmer Vicenzi, presidente do Inep (Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais), foi demitido nesta quinta-feira, dia 16 de maio. Ele estava no cargo desde o dia 29 de abril e se torna a primeira baixa no MEC (Ministério da Educação), na gestão de Abraham Weintraub.

O Inep é responsável pelo Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e Vicenzi, estava em uma disputa com integrantes da procuradoria do MEC, órgão ao qual o Inep possui conexão. Ele defendia transparência dos dados do Inep, como avaliações e indicadores educacionais, e também divergia em relação ao Enem.

Vicenzi é ex-delegado da Polícia Federal e assumiu o cargo após a demissão de Marcus Vinicius Rodrigues, primeiro a assumir o posto no governo Jair Bolsonaro e demitido após dizer que acabaria com a avaliação de alfabetização.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FLAGRA
Ladrão é espancado e amarrado por populares em bairro de Ponta Porã
PEDRO JUAN
Empresários fazem carreata por abertura da fronteira
COVID-19
Neno Razuk quer plano de combate para as aldeias e aponta poucos leitos de UTI pediátricos
CLIMA
Temperatura varia entre 12°C e 14°C durante todo o dia em Dourados
COTAÇÃO
Dólar fecha em forte queda e vai a R$ 5,21
DOURADOS
Simpósio integrado dos cursos de Biomedicina da Unigran supera pandemia e surpreende participantes
SUCATA PRECIOSA
Gaeco investiga se prefeitura pagou por serviços que não foram prestados em veículos
BATAGUASSU
Homem é preso por descumprir medidas protetivas de urgência
BRASIL
PL das fake news, que seria votado hoje no Senado, é retirado de pauta
DOURADOS
Preço médio da gasolina se manteve acima dos R$ 4 em maio

Mais Lidas

DOURADOS
HU emite nota de esclarecimento sobre atendimento de mulher que morreu com Covid-19
PANDEMIA
Com mais 27 casos, Dourados ultrapassa 300 confirmações de coronavírus
PANDEMIA
Dourados registra mais 19 casos de coronavírus em 24 horas
6ª VARA CÍVEL
Empresário vai à Justiça contra toque de recolher em Dourados