Menu
Busca segunda, 19 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
PREOCUPAÇÃO

Prefeitos discutem impactos da duplicação da BR-163

08 julho 2015 - 11h45

Prefeitos dos municípios que serão afetados pelas obras de duplicação e modernização da rodovia BR-163 se reuniram na manhã desta quarta-feira, dia 08 de julho, com o senador Delcídio do Amaral (PT), em Brasília, para discutir os impactos a serem causados pelo empreendimento.

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Juvenal Neto (PSDB), participou do encontro juntamente com os prefeitos que integram o consórcio criado para tratar do encaminhamento das discussões em torno desse tema.

No período da tarde, o encontro será na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).
A CCRMS Via, consórcio que venceu a licitação para explorar o pedágio, terá o prazo de cinco anos para realizar a duplicação total da rodovia, de Sonora (na divisa com Mato Grosso) até Mundo Novo (na divisa com o Paraná).

Vários encontros entre prefeitos, representantes do consórcio e parlamentares já ocorreram em Campo Grande e em Brasília na tentativa de se chegar a uma solução para os problemas iminentes em diversos municípios a serem impactados.

Em 14 maio, novo encontro foi promovido pelo deputado federal Vander Loubet (PT), em Brasília, também na ANTT, quando prefeitos de 20 municípios discutiram o assunto com o diretor geral da Agência, Jorge Luiz Macedo Bastos.

Durante a reunião, foi discutido o detalhamento das obras a serem feitas nas rodovias BR-163, BR-262 e BR-267 no âmbito do Programa de Concessão de Rodovias Federais.

###INVESTIMENTOS
Em Mato Grosso do Sul, o Programa de Concessão de Rodovias Federais prevê que sejam administradas pela iniciativa privada as rodovias BR-163 (da divisa MS/MT à divisa MS/PR), BR-267 (do entroncamento com a BR-163 até a divisa MS/SP) e a BR-262 (do entroncamento com a BR-163 até a divisa MS/SP).

Como contrapartida pela cobrança de pedágio, os investimentos obrigatórios nas rodovias serão de R$ 8,71 bilhões e devem incluir a duplicação de 1.369 dos 1.423 quilômetros de rodovia (uma pequena parte já é duplicada).

Também estão incluídas a adequação de toda a sinalização; a reforma de pontes, viadutos e tubulações de drenagem; a disponibilização do SAU (Serviço de Apoio ao Usuário) com ambulância para atendimento médico de emergência, atendimento mecânico, brigada para combater incêndios e serviço de apreensão de animais que possam invadir a pista; e um sistema de monitoramento por câmeras, instaladas a cada dois quilômetros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Maísa Silva, de 16 anos, posta foto de biquíni e rebate assediador: "Nojento"
COSTA RICA
Serralheiro é preso sob suspeita de abusar criança de 5 anos em quitinete
OPORTUNIDADE
De máquina de escrever a estante, leilão oferta 12 lotes a partir de R$ 100
POLÍTICA
Bolsonaro sai em defesa de Tereza Cristina: ela tem nossa confiança
CAMPO GRANDE
Homem que se jogou do nono andar de hotel passa por cirurgia no braço
CONCURSOS
Ao menos 13 órgãos abrem inscrições nesta segunda para 1300 vagas
CAMPO GRANDE
Corpo carbonizado é encontrado dentro de carro destruído pelo fogo
CONCURSO
Itaporanense conquista o título de Mister Personalidade de Las Américas
IGUATEMI
Mulher contratada por presidiário é presa com explosivos na MS-295
EMPREGO
Idosos no mercado de trabalho é recorde, mas sem carteira assinada

Mais Lidas

TEMPORAL
Fortes ventos derrubam mais de 30 árvores e deixa rastro de destruição em Dourados
FACADAS
Traficante brasileiro mata namorada dentro de cela no Paraguai
TEMPORAL
Ventos fortes derrubam árvores em Dourados
CACHOEIRINHA
Mulher denuncia e marido é encontrado em ponto de distribuição de drogas