Menu
Busca terça, 26 de março de 2019
(67) 9860-3221

PMDB vê enfraquecimento de Palocci e cobra mudança na articulação política

31 maio 2011 - 10h16

O PMDB quer mudanças na articulação política do Palácio do Planalto e duvida da sobrevivência no cargo do chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. O diagnóstico, que atinge em cheio o núcleo político do governo, começou a ser propalado nesta segunda-feira, 30, por líderes do partido como efeito colateral do desgaste provocado pelas cobranças ásperas do Planalto ao partido depois da derrota na votação do Código Florestal. A cúpula peemedebista avalia que houve quebra de confiança na relação com o PT e a presidente Dilma Rousseff.

Foi neste clima que Michel Temer reuniu nesta segunda a bancada do PMDB no Senado para um jantar no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência. Dos 18 senadores do partido, apenas Jarbas Vasconcelos (PE) avisou que não compareceria. Pela manhã, a presidente entregou o cargo interinamente a Temer antes de viajar para o Uruguai.

Havia sido combinado que os dois fariam da ocasião um momento de armistício entre o PMDB e o governo após os sucessivos desencontros de articulação política da semana passada, mas a foto oficial divulgada pela Presidência mostra uma tentativa de um abraço distante.

Apesar dos esforços de reconciliação desencadeados, peemedebistas já começam a discutir como será o reforço na interlocução política do governo. O partido entende que o rearranjo interno já está em curso e que, por isso mesmo, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, ampliou seu raio de ação e ganhou mais peso na interlocução do Planalto.

Personagem. Dirigentes do partido apostam que o ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, entrará em campo nos próximos dias para reforçar o time da interlocução com o Congresso. Será uma solução ad hoc, que vai durar enquanto Palocci estiver "mergulhado".

A própria viagem de Cardozo na comitiva oficial de Dilma ao Uruguai foi considerada um sintoma dessa atribuição informal. Não apenas por conversar bem com o vice Temer, mas pelo conhecimento que tem do Congresso (ele foi deputado) e pelo trânsito fácil junto aos líderes da base aliada, conquistado nos tempos de atuação parlamentar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COTAÇÃO
Dólar fecha em alta de olho na reforma da Previdência
BRASIL
Governo federal elabora plano de recuperação fiscal, sinaliza Guedes
CAMPO GRANDE
Homem morre horas após ser resgatado em Córrego
DOURADOS
Mais de 300 jovens recebem certificado de dispensa do Exército
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Dupla é presa em Dourados após passar 10h em motel com menores e bebê de 7 meses
CONSUMIDOR
Peixe, chocolate e outros iténs de Páscoa têm grande variação de valores em Dourados
BELA VISTA E MURTINHO
Defesa Civil envia equipes para prestar apoio a famílias atingidas pela cheia do rio Apa
BRASIL
Governo fará combate ao crime junto com estados e municípios
ITAPORÃ
Idoso é baleado em propriedade rural
POLÍCIA
Ossada humana é encontrada em fazenda na MS-480

Mais Lidas

POLÍCIA
Corpo em avançado estado de decomposição é encontrado em Dourados
DOURADOS
Após brigar com a mulher, motorista bêbado invade e destrói oficina na Monte Alegre
DOURADOS
Corpo encontrado no Flor de Maio estava há cerca de 30 dias no local
PARABELLUM
Operação cumpre mandados de busca e apreensão em Dourados