Menu
Busca sexta, 17 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
ELEIÇÕES 2018

Odilon é o primeiro candidato ao governo a registrar candidatura em MS

10 agosto 2018 - 11h10Por Da Redação

Candidato ao governo pelo PDT, o juiz aposentado Odilon de Oliveira é o primeiro postulante ao cargo a registrar candidatura junto a Justiça Eleitoral. A parte burocrática foi encaminhada na tarde de quinta-feira e hoje (10/8), o nome já consta no portal de candidaturas disponibilizado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Os bens declarados pelo postulante ao Executivo totalizam R$ 1.559.131,35. Os maiores são duas casas, uma avaliada em R$ 650 mil e outra em R$ 700 mil.

Apesar do registro realizado, a candidatura ainda depende de julgamento por parte da Justiça Eleitoral.

Além dele, Reinaldo Azambuja (PSDB), Simone Tebet (MDB), Humberto Amaducci (PT), Marcelo Bluma (PV) e João Alfredo (PSol) estão na disputa pelo governo sul-mato-grossense. 

O prazo para que registrem as suas candidaturas vai até o dia 15 de agosto. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROJETO
Policiais do Choque poderão ter adicional de especialização em MS
NOVA ANDRADINA
Mulher é presa por esfaquear marido após discussão
BRASIL
Pesquisa indica que 16 milhões de brasileiros vivem sem nenhum dente
DOURADOS
Jovem é assaltada por dupla armada no Jardim Paulista
DOURADOS
Polícia flagra traficante com maconha e cocaína dentro de carro
BRASIL
Selecionados do Fies com inscrição postergada devem completar dados
ACIDENTE
Veículo capota e mulher morre ao ser lançada para fora
DOURADOS
À espera da audiência de custódia, envolvidos em morte de criança permanecem em delegacia
SELEÇÃO PÓS-COPA
Tite divulga lista de convocados nesta sexta-feira
TEMPO
Sexta-feira será de sol em Dourados e em todo o MS

Mais Lidas

DOURADOS
Madrasta de criança morta é autuada por homicídio
DOURADOS
Além da madrasta, delegado autua o pai e ambos responderão pela morte de criança
DOURADOS
Criança de 1 ano teve trauma no tórax e laceração hepática
DOURADOS
Criança possuía lesões na cabeça e pescoço e polícia investiga o caso