Menu
Busca quarta, 11 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
POLÍTICA

Mandetta vai lançar na Capital novo programa do Ministério da Saúde

17 julho 2019 - 20h20Por Da redação

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta anunciou, em agenda com o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) em Brasília nesta quarta-feira, dia 17 de julho, que virá a Campo Grande na próxima segunda-feira (22) para lançar programa de saúde inédito no País.

A Capital será a primeira cidade do País a receber o programa intitulado Saúde na Hora, que prevê ampliar horário de atendimento nos serviços de atenção primária – como consultas médicas, odontológicas, coleta de exames, pré-natal.

Na proposta, está prevista ampliação dos recursos mensais ao município que estender o funcionamento das unidades para o período noturno, horários de almoço e finais de semana. Na Capital, a prefeitura já tem ampliado o horário de atendimento de algumas unidades, como a Unidade Especializada de Reabilitação e Diagnóstico, localizada na Vila Almeida, e que desde junho estava em funcionamento das 7h às 17h e recebeu mais 1h30 adicional.

Segundo a prefeitura, Campo Grande é a segunda cidade do País com o maior número de unidades habilitadas no programa, ficando atrás somente de Fortaleza (CE).

Fora das emendas

A ida do prefeito Marquinhos a Brasília foi em busca de recursos para a Capital. Na área da saúde, o município busca incremento na verba de serviços como as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e SAD (Serviço de Atendimento Domiciliar).

“É uma notícia muito importante. Apresentamos projetos e a necessidade de investimento na saúde da nossa Capital. Agora, recebemos uma sinalização positiva do ministro Luiz Henrique Mandetta, que estará em Campo Grande na próxima semana para anunciar este investimento”, afirmou Marquinhos após o encontro. Para a visita do ministro é esperado também o anúncio de novos investimentos no setor.

A ida de Marquinhos a Brasília contou com a presença dos secretários municipais de Saúde, José Mauro Filho; de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, e o procurador Alexandre Ávalo. O senador Nelsinho Trad (PSD) e o então deputado federal Geraldo Resende (PSDB) também participaram da reunião com Mandetta. (Com assessoria)

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Sem pressa, ladrão invade escritório e faz ''limpa'' durante a madrugada
UNIDADE POPULAR
Tribunal Eleitoral aprova criação do 33º partido político no país
OPORTUNIDADE
Marinha abre concurso com 900 vagas para Aprendizes Marinheiros
SEGURANÇA
Capital sediará Simpósio de Saúde do Trabalhador na Indústria Frigorífica
BR-267
Homem morre após acidente entre Nova Casa Verde e Bataguassu
PROJETO RONDON
Inscrições para Operação “Lobo Guará” terminam na próxima quinta
BRASIL
Congresso mantém vetos sobre mudanças no Fundo Eleitoral
ECONOMIA
Mais de 300 mil vítimas ficarão sem Seguro DPVAT no ano que vem
MEIO AMBIENTE
Greta se define como 'pirralha' em rede social após fala de Bolsonaro
EXUMAÇÃO
Idosa descobre outro corpo no túmulo que era para ser do irmão

Mais Lidas

CAARAPÓ
Homem é assassinado a golpes de faca após discussão em bar
DOURADOS
Inteligência da PM prende dois por tráfico no bairro Estrela Tovi
GRANDE DOURADOS
Quadrilha especializada em roubo de caminhonetes é desarticulada e seis são presos
FURTO
Polícia recupera objetos e fecha ponto de receptação em Dourados