Menu
Busca sábado, 20 de julho de 2019
(67) 9860-3221
DIA 24

Luiza Brunet será empossada embaixadora do Mãos EmPENHAdas

18 junho 2019 - 21h05Por Da redação

Na próxima segunda-feira, dia 24 de junho, às 8h30, no plenário do Tribunal Pleno, o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) realiza a cerimônia de posse da atriz, modelo e empresária Luiza Botelho Brunet como embaixadora do Programa Mãos EmPENHAdas contra a Violência. A Portaria nº 1.487, que delega a Brunet tal responsabilidade, foi publicada no Diário da Justiça do dia 17 de maio.

Para quem ainda não conhece, o Programa Mãos EmPENHAdas contra a Violência é uma iniciativa do TJMS para disseminar informações sobre o fenômeno da violência doméstica e familiar contra a mulher e dos serviços de atendimento à mulher em situação de violência, por meio de parcerias com profissionais da área da beleza.

Enquanto a empresária é empossada, a equipe da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar de MS, sob o comando da juíza Jacqueline Machado, realiza a 10ª edição da capacitação para 50 profissionais da beleza de vários salões da Capital, que escolheram fazer parte dessa iniciativa de vanguarda.

Para Jacqueline Machado, idealizadora do programa, o engajamento de Luíza Brunet como porta-voz representa ajuda significativa na mobilização da sociedade, especialmente dos profissionais de beleza, propiciando a efetiva divulgação tanto em âmbito estadual quanto nacional de proposta tão relevante às mulheres.

Para corroborar a declaração da juíza, nos últimos dias a embaixadora do programa sul-mato-grossense tem postado em suas redes sociais sua participação em eventos em Nova York, Boston e New Jersey, com foco em mulheres de comunidades brasileiras.

“Luiza é natural do Mato Grosso do Sul e declaradamente vítima de violência doméstica e a identificação de representatividade é importante para despertar o sentimento de pertencimento das mulheres, além de dar visibilidade ao programa e fazer com que se expanda cada vez mais, ajudando inúmeras mulheres”, disse Jacqueline.

Após a solenidade, a embaixadora participa de uma coletiva de imprensa e grava vídeo de apoio ao Mãos Empenhadas, no estúdio da Secretaria de Comunicação, do Tribunal de Justiça.

Saiba mais

Recentemente, o programa ganhou notoriedade nacional, com a declaração de apoio de várias celebridades bem como a conquista do Prêmio Direitos Humanos 2018.

O programa começou quando a juíza de MS percebeu que as mulheres falavam espontaneamente da violência sofrida durante tratamentos em salões de beleza e o reconhecimento à boa prática veio com a implantação do programa em outros Estados.

O programa já foi replicado em salões de beleza de São Paulo, Santarém (PA) e Teresina (PI) e despertou interesse de outros órgãos, por isso o TJMS editou a Portaria nº 1.485, que regulamenta a replicação do programa Mãos EmPENHAdas, permitindo que outras instituições, em todo o país, atuem no enfrentamento à violência contra a mulher, utilizando todo o know-how do programa, criado pelo Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NORONHA
Isis Valverde relembra foto de biquíni em cenário paradisíaco
FATALIDADE
Vítimas de grave acidente em Bataguassu serão veladas neste sábado
JUSTIÇA
Direitos da criança e do índio são preservados em adoções por indígenas
CAPITAL
Polícia pede prisão de comerciante suspeito de matar o próprio tio
LEGISLAÇÃO
Detran esclarece Lei que permite transferência de multas e pontos na CNH
CORRUPÇÃO
Traficantes acusam polícia paraguaia de cobrar R$ 30 mil para liberar droga
ESPORTES
Mundo Novo abre a 2ª fase da Copa Assomasul de futebol
CORUMBÁ
Justiça nega prisão de médico suspeito de cobrar por cirurgia do SUS
CAMPO GRANDE
Homem agride ex-esposa gestante em posto de saúde e acaba preso
MINISTÉRIO PÚBLICO
Concurso da PRF: após ação, banca convoca mais candidatos negros

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é baleado com quatro tiros no Estrela Verá
DOURADOS
AGORA: Homem é baleado no Estrela Verá
INVESTIGAÇÕES
Preso no RJ, suspeito de planejar morte de “chefão da fronteira” é acusado de lavagem de dinheiro em MS
FRONTEIRA
Pistoleiro preso acusado de matar fazendeiro é membro do Comando Vermelho