Menu
Busca Quinta, 14 de Dezembro de 2017
(67) 9860-3221
Reveillon - Clube Indaiá
CPI DA JBS

Investigação em Mato Grosso do Sul subsidiará CPMI do Congresso

18 Setembro 2017 - 11h53

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Irregularidades Fiscais e Tributárias do Estado de Mato Grosso do Sul, criada na Assembleia Legislativa, vai subsidiar de informações a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS, realizada no Congresso Federal.

A colaboração será oficializada com a assinatura de um Termo de Cooperação entre as duas comissões conforme anunciou, nesta segunda-feira (18), o presidente da CPI na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS), deputado estadual Paulo Corrêa (PR).

O comunicado foi feito na Sala da Presidência da ALMS, onde Corrêa recebeu o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS), que é o relator–geral da CPMI, que une parlamentares do Senado e da Câmara Federal. "Esse intercâmbio de informações nos deixa mais fortes na busca para garantir o ressarcimento aos cofres públicos, em especial a Mato Grosso do Sul, em que contabilizamos danos em torno de R$ 500 milhões. Vamos ao Congresso depor, se necessário, e entregaremos documentos e nossa análise de mais de 100 mil notas, em que constatamos notas repetidas, notas frias e assim colaboramos para um trabalho conjunto", analisou Paulo Corrêa.

Carlos Marun comemorou a parceria. "Eu tenho certeza que a CPI tem muito a colaborar, todavia, uma empresa com a capilaridade da JBS deve ter sim dívidas com muitos estados e ao constatar todo esse montante, o Estado já sai na frente", explicou o deputado federal. Marun ainda prometeu buscar uma reunião dos parlamentares estaduais com a nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que substituiu Rodrigo Janot, em posse assinada esta segunda-feira.

CPI

A CPI foi constituída para investigar a denúncia realizada pelos executivos da JBS, Joesley Mendonça Batista, Wesley Mendonça Batista e Ricardo Saud, do pagamento de diversas notas fiscais, supostamente ‘frias’, emitidas por pessoas físicas ou jurídicas entre os anos de 2010 a 2017, sem suposto fornecimento de bens ou serviços em contraprestação à concessão de benefícios fiscais pelo Estado de Mato Grosso do Sul.

CPMI

A CPMI foi criada para investigar as irregularidades envolvendo a empresa JBS em operações realizadas com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ocorridas entre os anos de 2007 e 2016.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUU!!!
Noiva de Latino mostra marquinha e corpo sarado
EDUCAÇÃO
Enem é cancelado em 13 unidades prisionais por causa de greves e rebeliões
CAPACITAÇÃO
IFMS oferece curso de Sistemas para Internet
PRIMEIRO COLOCADO
Policial do DOF se destaca em curso operacional no Mato Grosso
PACIJUS
TJMS entrega presentes da Campanha de Natal
CLUBE ABEVÊ
Rede Abevê terá aplicativo com vantagens em janeiro
CAMPO GRANDE
Carreta da Justiça leva biometria ao distrito de Anhanduí
REFIS
Aprovada prorrogação do prazo para contribuintes que desejam quitar dívidas com até 95% de desconto
ECONOMIA
Dólar sobe e fecha em R$ 3,33 após adiamento da votação da reforma da Previdência
DOURADOS
Ladrão invade comércios e leva moto de atendente

Mais Lidas

DOURADOS
Homem encontrado morto estava acorrentado e jogado no rio Dourados
BARBÁRIE
Acusado de esquartejar mãe é levado para audiência
THANOS
Megaoperação cumpre mandados em bairros de Dourados
DOURADOS
Dez são detidos na 2ª fase da Operação Thanos