Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
(67) 9860-3221
CONFLITO

General Franklinberg de Freitas é exonerado da presidência da Funai

11 junho 2019 - 21h50Por G 1

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos anunciou nesta terça-feira, dia 11 de junho, por meio de nota, a exoneração do general Franklimberg de Freitas, do cargo de presidente da Funai (Fundação Nacional do Índio).

Em um breve comunicado, o ministério agradeceu "o trabalho de excelência" exercido por Freitas no comando da fundação responsável pelas políticas de proteção aos índios, mas não explicou o motivo da demissão.

De origem indígena, Franklinberg de Freitas já havia comandado a Funai durante o governo Michel Temer, entre maio de 2017 e abril de 2018. À época, ele pediu demissão no Dia do Índio após a bancada ruralista pressionar o Palácio do Planalto a demiti-lo.

No início do ano, ele foi convidado pela ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, para retornar para o comando da fundação. A decisão coube a Damares porque, no início do governo, o presidente Jair Bolsonaro decidiu transferir a entidade do Ministério da Justiça para a pasta dos Direitos Humanos.

Nesta segunda passagem pela Funai, Freitas tomou posse em 16 de janeiro. Ele ficou no comando da entidade por menos de cinco meses.

Devolução para o Ministério da Justiça

No final de maio, o Congresso Nacional devolveu a Funai para o Ministério da Justiça, pasta comandada por Sérgio Moro. A transferência ocorreu durante a tramitação da medida provisória que reestruturou a Esplanada dos Ministérios, reduzindo de 29 para 22 o número de pastas do primeiro escalão.

A versão original da MP enviada ao Legislativo pelo governo Bolsonaro não previa a devolução da Funai para o Ministério da Justiça. A transferência foi sugerida no parecer do senador Fernando Bezerra (MDB-PE), líder do governo no Senado e relator da MP.

Na ocasião, os congressistas também desfizeram outra mudança imposta por Bolsonaro na área indígena, determinando que a demarcação de terras de índios voltasse à seara da Funai. No início do mandato, o presidente tinha passado essa atribuição para o Ministério da Agricultura, pasta que cuida dos interesses do agronegócio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Munik Nunes posa de body de renda e fãs falam de abuso de photoshop
ECOLOGIA
Número de turistas internacionais em Mato Grosso do Sul cresce 14% em 2018
FUTEBOL
Com triunfo sobre a Bolívia, Brasil chega à 100ª vitória na Copa América
ANASTÁCIO
Policial desconfia de negociação de jet ski e dupa é presa com arma e mais de R$ 13 mil
MUNDO
Hong Kong recua sobre lei que permite extradições para China
CAMPO GRANDE
Homem é assassinado por ex-marido da mulher durante encontro
MALHAÇÃO
Cleber e Anjinha se estranham e namoro fica ameaçado: 'Eu vou desistir'
ASSEMBLEIA
Escola Bilíngue para Surdos passa pela CCJR e segue a plenário
IMUNIZAÇÃO
Campanha de vacinação contra aftosa encerra neste sábado em MS
CAMPO GRANDE
Internado com suspeita de H1N1, homem morre em hospital e pode ser 15ª vítima em MS

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem foi jogado ainda vivo dentro de poço e crime ocorreu por ciúme
COLT
Preso que ordenava mortes em ‘tribunais do crime’ é transferido de MS para o RN
POLÊMICA
Dono da Havan manda “recado” a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
DOURADOS
Guarda vai atender furto e acaba prendendo homem por tráfico de drogas no Canaã 3