Menu
Busca quarta, 03 de junho de 2020
(67) 99659-5905
AQUIDAUANA

Ex-prefeito Raul Freixes é transferido para presídio de Campo Grande

14 março 2019 - 22h20Por Da Redação

Após autorização da Justiça, o ex-prefeito de Aquidauana, Raul Freixes foi levado para o Centro de Triagem Anízio Lima, localizado no Jardim Noroeste, em Campo Grande. Lá, ele deve ficar na cela 17, destinada a presos com ensino superior e também considerada uma ala especial que já abrigou vários políticos, com o ex-deputado Edson Giroto.

Freixes esperava uma vaga desde a última segunda-feira, dia 11 de março, quando foi preso por corrupção. Depois de passar pela 3ª Delegacia de Polícia Civil e pela Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), a Justiça autorizou que ele fosse encaminhado ao presídio.

Raul chegou a passar mal durante a prisão e foi encaminhado para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento), onde passou por atendimento médico. Também foi preso Carlos Augusto Paim Mendes, em Aquidauana.

Segundo o site Midiamax, a prisão é devido a uma ação penal movida pelo Ministério Público Estadual, por intermédio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social de Aquidauana, contra Raul Martines Freixes e Carlos Augusto Paim Mendes, quando exerciam, respectivamente, os cargos de prefeito e secretário de fazenda e administração do Município.

Investigações descobriram que faltando pouco mais de um mês para o fim de seu mandato de prefeito, Raul Martines Freixes apropriou-se de R$ 100 mil em verba pública do município. Ele preencheu um cheque da prefeitura e determinou que uma funcionária municipal fosse ao banco, descontasse o valor do cheque e lhe entregasse o valor, o que efetivamente foi feito.

No dia 20 de dezembro de 2000, poucos dias antes do encerramento de seu mandato, Raul Freixes apropriou-se de R$ 14.958,32 em verba pública. Desta vez, ele, e o então, secretário de fazenda e administração Carlos Augusto Paim confeccionaram uma nota de empenho simulando pagamento a uma empresa que realizaria ampliação de ruas do município e, então, preencheram e assinaram um cheque de titularidade da prefeitura, determinando, em seguida, que uma funcionária municipal fosse ao banco, descontasse o valor do cheque e entregasse o valor ao ex-prefeito, o que efetivamente foi feito.

Raul Freixes foi condenado à 11 anos de reclusão, em regime fechado e com a inabilitação para o exercício de cargo, emprego ou função pública, eletivo ou de nomeação, pelo prazo de 10 anos. Carlos Paim, foi condenado à pena de cinco anos e seis meses de reclusão, em regime inicial semiaberto e com a inabilitação para o exercício de cargo, emprego ou função pública, eletivo ou de nomeação, pelo prazo de cinco anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Homem é multado por construir lagoa em área de preservação
ENTREGA
Condutor jpa consegue receber CNH sem sair de casa em MS
LEGISLATIVO
Estado de calamidade pela Covid-19 é reconhecido em mais 4 cidades de MS
BRASIL
Atividade econômica caiu 7% em abril, estima FGV
ALCINÓPOLIS
Drone flagra carvoaria e exploração irregular de madeira
DICA
Profissional de Educação Física fala sobre os cuidados necessários ao fazer exercícios em casa
LEGISLATIVO
LDO começa a tramitar estimando impactos da Covid-19 e receita de R$ 16 bilhões
MUNDO
Alívio da dívida para países pobres pode se estender até final do ano
MEIO AMBIENTE
Lei sancionada pelo Governo de MS define 12 de novembro como Dia do Pantanal
SAÚDE
OMS anuncia retomada de testes com hidroxicloroquina para Covid-19

Mais Lidas

6ª VARA CÍVEL
Empresário vai à Justiça contra toque de recolher em Dourados
PANDEMIA
Com mais 27 casos, Dourados ultrapassa 300 confirmações de coronavírus
PANDEMIA
Novo epicentro, Dourados é a cidade com mais casos de coronavírus em MS
PED
Policiais penais frustram tentativa de fuga na Penitenciária de Dourados