Menu
Busca terça, 20 de novembro de 2018
(67) 9860-3221

Ex-prefeito de MS pode ser punido por infidelidade partidária

24 maio 2011 - 14h00

O ex-prefeito de Ivinhema e presidente do PSB (Partido Socialista Brasileiro) no município, Neri Kuhnen, faz parte de uma lista de 25 filiados em todo Estado, feita pelo Conselho de Ética da legenda, que sugeriu punições por infidelidade partidária. Os membros podem receber uma advertência ou até mesmo serem expulsos da sigla.

Segundo informações do site Ivi Noticiais, um dos documentos produzido pela comissão argumenta que os políticos desrespeitaram a resolução do partido, que orientava sobre as alianças políticas durante as eleições de 2010.

Os políticos, que poderão ser punidos, segundo a nota, apoiaram candidatos a deputado federal de outros partidos e não do PSB como fixado pela legenda, que tinha como objetivo o fortalecimento do partido.

A Comissão de ética não tem poder punitivo apenas o diretório estadual e nacional podem tomar as decisões de como serão punido os infiéis.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Projeto que flexibiliza Lei da Ficha Limpa é arquivado do Senado
PARAGUAI
Sobrinho de prefeito foi executado por terroristas com 11 tiros
FUTEBOL
Brasil vence Camarões por 1 a 0 no último amistoso do ano
EDUCAÇÃO
Enem vai mudar e terá dias de prova geral e específica, diz ministro
FUTEBOL
Datas e regulamento do Estadual mudam um dia após arbitral
DOURADOS
Comafro promove atividade pelo Dia da Consciência Negra
CULTURA
Filme de MS conquista dois prêmios em festival internacional de cinema
OMISSÃO DE SOCORRO
MPF quer abertura de inquérito policial para apurar atropelamento de crianças em MS
BRASIL
Mandetta compara contratos do Mais Médicos a convênio entre Cuba e PT
ARTIGO
Como somos frágeis

Mais Lidas

DOURADOS
Antes de ser assassinado, homem passou por ‘tribunal do crime’
DOIS MESES DEPOIS
Acusados de matar rapaz em Dourados serão apresentados hoje
BORORÓ
Adolescente morre ao tocar em cerca elétrica em Dourados
MARCELO PILOTO
Traficante brasileiro é expulso do Paraguai após matar mulher em cela