Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
(67) 9860-3221
POLÍTICA

Em churrasco, Maia recebe Bolsonaro, Toffoli e Alcolumbre

17 março 2019 - 08h05Por Agência Brasil

Em defesa do que chamou de “pacto de governabilidade”, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebeu neste sábado (16) o presidente Jair Bolsonaro, e os presidentes do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-RJ) em um churrasco na sua residência oficial. Também participaram 13 ministros, parlamentares e o presidente do Banco Central, Roberto Castello Branco.

"Acho que [esse almoço] é um sinal importante de que nós estamos construindo um pacto pela governabilidade do Brasil. Governar o Brasil passa pelos três Poderes, cada com sua atribuição", afirmou Maia. O almoço começou por volta das 13h e terminou um pouco antes das 16h.

O presidente Jair Bolsonaro saiu pouco depois das 16h. De acordo com o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, em um breve discurso durante o almoço, o presidente defendeu a harmonia e união entre os Poderes e disse que não se governa sozinho.

"Ele [presidente Jair Bolsonaro] disse da importância da união de todos os poderes, todas autoridades, para fazer o Brasil continuar o seu caminho de desenvolvimento. Um almoço desse aproxima as pessoas", afirmou Santos Cruz.

Relatos
Segundo relatos de participantes do churrasco, não houve discussões de temas específicos, mas menção à reforma da Previdência, que está em tramitação no Congresso Nacional. "Nós não tratamos de questões pontuais, o que tratamos ao longo de todo o almoço foi exatamente essa decisão dos três Poderes de ter canais de diálogo permanentes", afirmou o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzonzi.

Para Onyx, o almoço foi um momento histórico e ajuda a construir uma ponte de entendimento entre as principais autoridades da República. "O Brasil precisa sair do conflito, precisa que as autoridades máximas do país saibam sentar à mesa, dialogar e, principalmente, possam se debruçar sobre os problemas do cotidiano do Brasil, com o objetivo de fazer com que a vida das pessoas seja melhor aqui no país", disse.

"Como foi um almoço de confraternização, falava-se de tudo, e o foco, no final, foi selar com a união de todos os três poderes em prol do Brasil", resumiu o senador Marcos do Val (PPS-ES).

Tensões 
O almoço ocorre no momento de articulação para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), no Senado Federal, com o objetivo de investigar o Poder Judiciário, pedidos de impeachment de ministros do STF e críticas à Suprema Corte.

Questionado sobre o assunto, o presidente da Câmara defendeu respeito à independência dos Poderes e criticou as ameaças recentes contra integrantes do STF e contra o próprio Poder Judiciário.

"Esse respeito entre os Poderes é muito importante. Não foi o que a gente viu, nas últimas semanas, principalmente em relação ao Supremo Tribunal Federal. Isso é muito grave e acho que muito importante que mesmo tendo divergência em qualquer decisão, a gente respeite a decisão dos Poderes, principalmente um Poder que tem a atribuição, como é a do Supremo, de guardar a nossa Constituição", afirmou Maia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Luísa Sonza se esquiva sobre saúde de Whindersson em encontro com a imprensa
BRASÍLIA
Conselho de Comunicação analisa pacote anticrime e liberdade de imprensa
CULTURA
Festival traz a Bonito espetáculos de dança, Bossa Nova e performances contemporâneas
POLÍCIA
Bolivianos tentam passar pela fronteira com cocaína e acabam presos
INTERNACIONAL
Apagão atinge 47,4 milhões de pessoas na Argentina e no Uruguai
ESPORTE
Com página virada, Seleção Feminina faz primeiro treino em Lille
ASSALTO
Pastor marido de deputada federal é executado no Rio
CAMPO GRANDE
Arrastão e pancadaria em saída de festa termina com 6 adolescentes na delegacia
POLÍTICA
Presidente do BNDES pede demissão após críticas de Bolsonaro
SAÚDE
Em agosto, Governo do Estado e Hospital Regional reativam serviço de cirurgias bariátricas

Mais Lidas

POLÊMICA
Dono da Havan manda “recado” a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
DOURADOS
Jovem é preso com arma de fogo após disparar e errar tiros contra desafeto da mãe
CARUMBÉ
Morto em colisão frontal contra caminhão tinha 58 anos
DOURADOS
Polícia suspeita que grupo tenha assassinado tio e sobrinho na aldeia