Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Declaração de próprio punho pode valer como comprovante

09 junho 2011 - 12h44

Tramita na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul um projeto interessante para o consumidor. O projeto de lei foi apresentado na sessão de quarta-feira (08) pelo deputado Pedro Kemp (PT), prevendo que a declaração de próprio punho do cidadão interessado em fazer cadastros, compras ou realizar qualquer serviço poderá suprir a exigência do comprovante de residência.

O intuito é desburocratizar e evitar o transtorno do cidadão em ter que se deslocar mais de uma vez ao local onde deseja efetuar o cadastro.

O projeto estabelece ainda que na declaração manuscrita seja incluído a ciência do autor de que a falsidade nas informações ficará sujeita às penalidades da legislação específica.

Também deve ficar esclarecido que a não aceitação do documento como prova de residência poderá em resultar em multa de até 150 Uferms (Unidades Fiscais Estaduais de Referência de Mato Grosso do Sul), ou seja, R$ 2.371,50.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Giovanna Ewbank encanta de topless nas Maldivas
REGRAS FLEXÍVEIS
Órgão do MPF diz que novo decreto sobre armas pode favorecer milícias
CAMPO GRANDE
Homem aceita se encontrar com marido de colega e é agredido a pauladas
INVESTIGAÇÃO
Queiroz pagou R$ 133 mil em dinheiro por cirurgia em hospital de SP
LADÁRIO
Com motorista refém no MT, casal é preso tentando levar carreta para Bolívia
BRASIL
Governo federal estuda aluguel social no Minha Casa Minha Vida
TESTE FÍSICO
Está entre os concurseiros que farão o TAF? Confira dicas para se dar bem
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Polícia recupera espingardas e 850 munições furtadas de fazenda
GERAL
Justiça eleitoral cancela 2,4 milhões de títulos de eleitor em todo País
ANASTÁCIO
Dupla é presa com 193 quilos de maconha que seriam entregues na Capital

Mais Lidas

APÓS INVESTIGAÇÃO
Polícia conclui que atentado registrado por vereadora foi acidente de trânsito
VILA CACHOEIRINHA
“Boca” é fechada, mulher é presa e diz traficar pelo baixo valor do salário mínimo
TRÁFICO
Motorhome com destino a São Paulo é apreendido com mais de 4 toneladas de maconha
MS-156
Dupla é presa pela PF com pistolas entre Dourados e Itaporã