Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
BRASIL

CPMI da JBS no Congresso vai ouvir Ricardo Saud amanhã

30 outubro 2017 - 19h50Por Agência Câmara

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga a JBS ouve nesta terça-feira (31) o ex-diretor de relações institucionais do grupo J&F Ricardo Saud. A J&F é a holding que controla empresas como a JBS, Brasil Celulose e Banco Original, pertencentes à família Batista.

Ricardo Saud foi preso junto com o empresário Joesley Batista no começo de setembro após pedido, feito pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot, ser acatado pelo relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin. 

Saud, que atualmente está preso na Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal, fechou acordo de delação premida com o Ministério Público Federal.

O depoimento atende a requerimentos dos deputados Paulo Pimenta (PT-RS), João Rodrigues (PSD-SC) e Izalci Lucas (PSDB-DF) e do senador Ataídes de Oliveira (PSDB-TO), presidente da CPMI da JBS.

"Ele tem muita coisa a falar e acho que vai ser importante nesse processo da CPMI", avaliou Izalci Lucas. O deputado Paulo Pimenta lembrou que Saud ficou nacionalmente conhecido como o “homem da mala” por ter sido filmado pela Polícia Federal entregando uma mala com R$ 500 mil para o ex-deputado federal Rocha Loures.

Já o deputado João Rodrigues ressaltou que gravações de áudio posteriores entre Joesley e Saud mostraram que informações sobre irregularidades foram omitidas na delação premiada.

Por sua vez, Ataídes de Oliveira disse que, segundo órgãos da imprensa, Saud teria ajudado Edson Fachin a conseguir apoio de senadores para sua indicação ao STF.

A pedido da CPMI, o próprio ministro Fachin autorizou o depoimento de Saud, que está preso preventivamente.

Ex-presidente da CEF

Na semana passada, os parlamentares ouviram o ex-presidente da Caixa Econômica Federal (CEF) Jorge Hereda. Na ocasião, ele negou a existência de irregularidades na liberação de empréstimos ao grupo J&F e disse que todas as operações eram aprovadas por órgãos colegiados e passavam pelo crivo de mais de 50 técnicos.

A audiência será realizada a partir das 9 horas, no plenário 2, da ala Nilo Coelho, no Senado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ID ESTUDANTIL
MEC informa que emissão da "Carteira de Estudante" não está disponível
CRIME AMBIENTAL
Trator passando em cima de jacarés será investigado pela PMA
BELA VISTA
Condenada por matar filha bebê é encontrada morta em presídio
PROTESTOS
Com estradas bloqueadas, Bolívia vive escassez de comida e combultível
POLÍTICA
Mochi vai assumir comando estadual do MDB no lugar de André
CAPITAL
Após separação, jovem tenta matar ex-marido a golpes de faca
TRANSPORTE DE CARGA
Governo Federal altera tabela de frete e inclui pedágio no valor
ECONOMIA
Selo Arte vai abrir horizonte de oportunidades em MS, diz Reinaldo Azambuja
BRASIL
União oficializa desbloqueio de R$ 13 bilhões do Orçamento de 2019
APOSTAS
Loterias sorteiam R$ 55,6 milhões até quarta-feira

Mais Lidas

POLÍCIA
Vereador é agredido e roubado quando ia para igreja em Dourados
DOURADOS
Motociclista fica gravemente ferido após colisão no Parque Alvorada
FURTO
Casal é flagrado dentro de panificadora fechada na madrugada
DOURADOS
Mulher ameaça policiais com facão em abordagem por manobras perigosas