Menu
Busca quarta, 26 de junho de 2019
(67) 9860-3221
BRASIL

CPMI da JBS no Congresso vai ouvir Ricardo Saud amanhã

30 outubro 2017 - 19h50Por Agência Câmara

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga a JBS ouve nesta terça-feira (31) o ex-diretor de relações institucionais do grupo J&F Ricardo Saud. A J&F é a holding que controla empresas como a JBS, Brasil Celulose e Banco Original, pertencentes à família Batista.

Ricardo Saud foi preso junto com o empresário Joesley Batista no começo de setembro após pedido, feito pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot, ser acatado pelo relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin. 

Saud, que atualmente está preso na Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal, fechou acordo de delação premida com o Ministério Público Federal.

O depoimento atende a requerimentos dos deputados Paulo Pimenta (PT-RS), João Rodrigues (PSD-SC) e Izalci Lucas (PSDB-DF) e do senador Ataídes de Oliveira (PSDB-TO), presidente da CPMI da JBS.

"Ele tem muita coisa a falar e acho que vai ser importante nesse processo da CPMI", avaliou Izalci Lucas. O deputado Paulo Pimenta lembrou que Saud ficou nacionalmente conhecido como o “homem da mala” por ter sido filmado pela Polícia Federal entregando uma mala com R$ 500 mil para o ex-deputado federal Rocha Loures.

Já o deputado João Rodrigues ressaltou que gravações de áudio posteriores entre Joesley e Saud mostraram que informações sobre irregularidades foram omitidas na delação premiada.

Por sua vez, Ataídes de Oliveira disse que, segundo órgãos da imprensa, Saud teria ajudado Edson Fachin a conseguir apoio de senadores para sua indicação ao STF.

A pedido da CPMI, o próprio ministro Fachin autorizou o depoimento de Saud, que está preso preventivamente.

Ex-presidente da CEF

Na semana passada, os parlamentares ouviram o ex-presidente da Caixa Econômica Federal (CEF) Jorge Hereda. Na ocasião, ele negou a existência de irregularidades na liberação de empréstimos ao grupo J&F e disse que todas as operações eram aprovadas por órgãos colegiados e passavam pelo crivo de mais de 50 técnicos.

A audiência será realizada a partir das 9 horas, no plenário 2, da ala Nilo Coelho, no Senado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Rapaz é preso após tentar assaltar mulher na Praça Antônio João
POLÍCIA
Mulher é presa após invadir casa, furtar roupas e tentar vender pertences à vizinha
SANEAMENTO BÁSICO
Dourados recebe mais de 300km de rede de esgoto
BRASIL
Confiança da Construção cresce 2,1 pontos de maio para junho, diz FGV
CONTRABANDO
Após fuga, casal que transportava R$ 90 mil em eletrônicos é capturado
POLÍCIA
Comerciante é preso após vender cachaça a adolescentes em Dourados
MATO GROSSO DO SUL
Projeto sobre proibição de canudos de plástico pode ser votado nesta quarta-feira
BRASIL
Senado aprova regras para produção e venda de queijos artesanais
ESTRELA TOVY
Homem morre após ter faca cravada no olho em Dourados
ASSEMBLEIA
Retirada da Laguna será relembrada em sessão solene nesta quarta

Mais Lidas

DOURADOS
Trans e namorado são presos suspeitos de extorquir cliente após programa
FRONTEIRA
Homem assassinado em estacionamento de shopping é ex-policial
DOURADOS
Jovem morre ao bater moto contra carreta parada no Água Boa
DOURADOS
Homem escapa de tiros na Vila Toscana; ex-namorada e o atual dela seriam os autores