Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
SAÚDE

Com a presença do ministro Mandetta, encontro reúne 2,2 mil profissionais

13 fevereiro 2020 - 09h12Por Da Redação

Cerca de 2,2 mil pessoas, entre lideranças políticas como prefeitos, vereadores e profissionais da saúde participam, nos próximos dias 17 e 18 (segunda e terça-feira) do Encontro Estadual de Vigilância em Saúde. O evento acontecerá no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande, e contará com a presença do secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, e do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, com abertura programada para as 8 horas.

O Encontro é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, em parceria com o Ministério da Saúde. O objetivo é difundir conhecimentos e informações para a prevenção e o manejo das arboviroses e demais doenças infecto-contagiosas, como coronavírus, dengue, zika, chikungunya, febre amarela, tuberculose, hanseníase, sarampo, influenza, raiva, leishmaniose, entre outros.  

Haverá a participação de representantes dos 79 municípios do Estado, sendo 2.200 agentes de endemias/agentes comunitários de saúde, profissionais da saúde que atuam nas salas de vacina, coordenadores de atenção primária e vigilância em saúde, técnicos de zoonoses e outros servidores municipais e estaduais.

O evento contará com stands do Centro Integrado de Vigilância Toxicológica – CIVITOX, com seu acervo de animais peçonhentos para demonstração e orientação da população quanto aos riscos de cada animal; stand do controle de vetores, Wolbachia e o Túnel das Sensações, ação que tem como objetivo conscientizar a população quanto ao uso do preservativo e dos riscos das Infecções Sexualmente Transmissíveis por meio de um exercício de caráter dinâmico, sensitivo e lúdico, tendo em vista a proximidade do carnaval.

 Projeto Wolbachia

No dia 17, será assinado o Termo de Cooperação entre Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Saúde e Secretaria de Saúde de Campo Grande no Projeto Wolbachia, que terá sua biofábrica instalada na sede do LACEN (Laboratório Central) estadual. Haverá ainda a assinatura do Termo de Adesão do município de Campo Grande ao projeto estadual e-Visita Endemias, com distribuição (simbólica) de cinco aparelhos celulares para o monitoramento dos criadouros de mosquitos, sendo que, no total, Campo Grande receberá 600 aparelhos. 

Às 10h00, também no Centro de Convenções, haverá a entrega de 52 Monitores Multiparamétricos e 28 Desfibriladores/Cardioversores por parte do Ministério da Saúde à Secretaria Estadual de Saúde, os quais, na sequência, serão entregues aos municípios. O Estado também vai entregar outros equipamentos, como caixas cirúrgicas, beneficiando 52 cidades.

“Vamos realizar um evento que, certamente, será muito marcante para a saúde de nosso Estado. Seguindo determinação do governador Reinaldo Azambuja, buscamos, em parceria com o Ministério da Saúde e os municípios, fortalecer as ações de vigilância, potencializando a educação, prevenção e promoção da saúde”, salienta o secretário Geraldo Resende.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Trote solidário: UEMS incentiva doação de sangue e cadastro de medula óssea
CAPITAL
Garçom lambe orelha de cliente em bar e é denunciado à polícia
SAÚDE
Disseminação de fake news sobre coronavírus preocupa especialistas
LÉO VERAS
Suspeito nega execução de jornalista e teme queima de arquivo
ESPORTE
GP Rochedo de Ciclismo abre inscrições para prova dia 15 de março
SÃO GABRIEL
Peão morre atingido por hélice ao consertar maquinário em fazenda
SANEAMENTO
Sanesul executa obras de esgotamento sanitário em Antônio João
TRÊS LAGOAS
Motorista fica preso nas ferragens após colisão entre caminhões na BR-262
MEIO AMBIENTE
Bachelet critica 'retrocessos significativos' na política ambiental no Brasil
NA FRONTEIRA
Moradora de rua tem parte do corpo queimado em incêndio criminoso

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira