Menu
Busca terça, 26 de março de 2019
(67) 9860-3221

Código Florestal: Geraldo Resende prega equilíbrio

23 maio 2011 - 14h34

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB-MS) disse que vai votar pela aprovação do novo texto do Código Florestal proposto pelo relator Aldo Rebelo (PCdoB-SP) por entender que não há prejuízo ao meio ambiente. Segundo Geraldo, o texto prevê o crescimento do agronegócio e ações de preservação. A seu ver, a sustentabilidade deve ser o ponto de equilíbrio e o setor produtivo não pode ser visto como ameaça ao meio ambiente.


A votação do projeto de lei do Código Florestal é o destaque do Plenário da Câmara dos Deputados nessa semana. Depois de um impasse entre governo e oposição em torno de mudanças no relatório do deputado Aldo Rebelo, na semana passada os líderes fecharam um acordo para votar o texto e uma emenda que será destacada para votação em separado.


Um dos principais pontos de discórdia no texto apresentado pelo relator no último dia 11, o uso das áreas de preservação permanente (APPs), será decidido no voto. Enquanto o relatório de Aldo prevê a regulamentação por decreto das atividades que poderão continuar em
APPs já desmatadas, como quer o governo, a emenda que será destacada remete à lei a definição desse uso dentro de requisitos de utilidade pública, interesse social e baixo impacto ambiental.


O texto da emenda também dá aos estados, por meio do Programa de Regularização Ambiental (PRA), o poder de estabelecer – além de atividades agrossilvipastoris (que integra atividades agrícolas, pecuárias e a cultura de árvores), de ecoturismo e turismo rural – outras que podem justificar a regularização de áreas desmatadas.


“Divergir faz parte do processo democrático e nosso dever é buscar o consenso, o equilíbrio, para que não haja prejuízo naquilo que o produtor precisa, que é a produtividade, e que as futuras gerações vão cobrar lá adiante, que é a preservação ambiental”, diz Geraldo, para quem a mobilização é legítima, tanto dos produtores quanto dos ambientalistas, mas quando há radicalismo a razão ganha outra forma. “Não podemos abrir mão da produção e também não podemos degradar o meio ambiente. É preciso haver equilíbrio para garantir o desenvolvimento, sem desviar a atenção para a sobrevivência, tanto na questão ambiental quanto no aspecto da demanda por alimentos”.


Disposto a atender reivindicações feitas pela Confederação dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), por governadores de Estado e por organizações não governamentais estrangeiras e nacionais, o deputado Aldo Rebelo reafirmou que a ideia é apresentar um texto o mais próximo possível do consenso, para que o Plenário vote pontualmente apenas o que for divergente. Ele considera possível, por exemplo, acatar o pedido da Contag que trata especificamente dos agricultores familiares.


“Eu manifestei simpatia, o que não significa que vai estar no relatório a reivindicação da Contag para reduzir em 50% a proporção de todas as áreas de proteção permanente (APPs) em margens de cursos d’água de até cinco metros de largura (matas ciliares) para os agricultores familiares”, afirmou. Segundo o deputado, a medida protegeria a agricultura familiar e evitaria o êxodo rural desse tipo de produtor.


Com a alteração, o código permitiria aos agricultores familiares explorar as propriedades até o limite de 7,5 metros das margens dos rios. O atual texto do relatório já prevê a redução de todas as APPs em margens de rios de 30 metros para 15 metros. Rebelo sinalizou que pretende acolher outra reivindicação da Contag, que sugere a simplificação do processo de averbação e de licenciamento de propriedades da agricultura familiar.

(*) Com informações da Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

COTAÇÃO
Dólar fecha em alta de olho na reforma da Previdência
BRASIL
Governo federal elabora plano de recuperação fiscal, sinaliza Guedes
CAMPO GRANDE
Homem morre horas após ser resgatado em Córrego
DOURADOS
Mais de 300 jovens recebem certificado de dispensa do Exército
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Dupla é presa em Dourados após passar 10h em motel com menores e bebê de 7 meses
CONSUMIDOR
Peixe, chocolate e outros iténs de Páscoa têm grande variação de valores em Dourados
BELA VISTA E MURTINHO
Defesa Civil envia equipes para prestar apoio a famílias atingidas pela cheia do rio Apa
BRASIL
Governo fará combate ao crime junto com estados e municípios
ITAPORÃ
Idoso é baleado em propriedade rural
POLÍCIA
Ossada humana é encontrada em fazenda na MS-480

Mais Lidas

POLÍCIA
Corpo em avançado estado de decomposição é encontrado em Dourados
DOURADOS
Após brigar com a mulher, motorista bêbado invade e destrói oficina na Monte Alegre
DOURADOS
Corpo encontrado no Flor de Maio estava há cerca de 30 dias no local
PARABELLUM
Operação cumpre mandados de busca e apreensão em Dourados