Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2019
(67) 9860-3221
BRASIL

CCJ encerra etapa de discussão de denúncia contra Temer

18 outubro 2017 - 15h35Por Agência Brasil

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara concluiu hoje (18) a etapa de discussão da segunda denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República contra o presidente Michel Temer, acusado pelos crimes de obstrução da justiça e organização criminosa. A segunda acusação também recai sobre os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência.

Desde ontem (17), mais de 60 deputados se manifestaram sobre o parecer elaborado pelo relator Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) que apresentou voto pela inadmissibilidade das acusações imputadas contra Temer e os ministros de seu governo. Apenas 13 oradores se manifestaram favoráveis aos acusados.

O relatório de Andrada foi criticado pela maioria dos oradores, que argumentaram que há elementos graves suficientes para encaminhar a denúncia para investigação. Já representantes da base aliada sustentaram que as provas são frágeis e que nem o presidente nem os ministros devem ser afastados por acusações feitas por delatores criminosos.

Votação nominal

Encerrada a discussão, os deputados farão um intervalo e, em seguida, o relator e os advogados dos acusados terão 20 minutos para responder às críticas e colocações feitas pelos debatedores. Depois da apresentação das réplicas, os deputados poderão votar o relatório. A votação será nominal.

Para seguir a plenário, o parecer de Andrada deve ser aprovado por maioria simples (34 votos) do total de 66 deputados da comissão. Se for rejeitado, o presidente da comissão designará outro relator que deve apresentar um parecer com mérito divergente do relatório vencido.

A votação em plenário deve ocorrer na semana que vem. No plenário, a denúncia só será autorizada a seguir para o Supremo Tribunal Federal (STF) se receber o apoio de pelo menos 342 deputados, o equivalente a dois terços do total de 513 parlamentares da Casa, conforme determina a Constituição Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLÊNCIA
Homem tenta matar ex a facadas e atinge filho da vítima em Três Lagoas
CAPITAL
Desconhecidos invadem apartamento e deixam maconha no imóvel
Proprietária disse que o local não está sendo usado
FAMOSOS
Após anúncio do fim da dupla, redes sociais de Jorge e Mateus são limpas e fãs ficam desesperados: “Acabou?”
EVENTO
Bonito recebe Congresso Holístico Internacional na próxima semana
POLÍCIA
Carreta com pneus contrabandeados é apreendida em Maracaju
EX-PRESIDENTE
Lula está apaixonado e quer se casar ao sair da prisão, diz ex-ministro
CAPITAL
Carro bate em motociclista, motorista foge, mas deixa placa cair
DOF
Comboio com mercadorias do Paraguai é interceptado em Maracaju
PALMEIRAS
Goleada amplia recorde do Palmeiras no Brasileirão; elenco credita sucesso a Felipão
DIREITOS HUMANOS
Menores vítimas de violência sexual costumam mostrar sinais
Pais e professores devem estar atentos a mudanças de comportamento

Mais Lidas

RODOVIÁRIA
Mulher é presa em Dourados com maconha que seria entregue no RS
DOURADOS
Mulheres são presas ao tentar levar droga para maridos na PED
DOURADOS
Guarda flagra adolescentes bebendo vodka durante a madrugada no Centro
REGIÃO
Após capotamento de caminhonete, PM apreende 1 tonelada de maconha em Laguna Carapã