Menu
Busca quinta, 18 de abril de 2019
(67) 9860-3221
CIFRA NEGRA

“Braço-forte” de Idenor buscou propina de R$ 21 mil em espécie na Capital

14 fevereiro 2019 - 08h05Por Vinicios Araújo

O ex-servidor da Câmara de Vereadores de Dourados, Alexsandro de Oliveira de Souza, “braço-forte” de Idenor Machado (PSDB), chegou a buscar em uma única viagem a Campo Grande propina no valor de R$ 21 mil em espécie. 

Segundo denúncia sigilosa do Ministério Público Estadual à Justiça, no âmbito da Operação Cifra Negra, ao qual o Dourados News teve acesso, Alexsandro era responsável por receber os valores destinados ao vereador Idenor Machado.

Os pagamentos eram feitos via depósito em conta e também ocorriam pessoalmente, na sede da empresa Quality em Campo Grande. O dinheiro fruto de propina era entregue diretamente das mãos do empresário Denis da Maia ao ex-servidor.

Segundo o MPE, foram descoberto 12 depósitos realizados pela empresa investigada nas contas de Alexsandro, totalizando o montante de R$ 53.600,00.

Todos os repasses eram feitos com valor inferior a R$ 10 mil, o que para os promotores Etéocles Brito, Ricardo Rotunno e Luiz Gustavo Camacho Terçariol, tinha o objetivo de ocultar as ações e a ilicitude do dinheiro ao Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

Para intermediar as transações e como ajuda de custo, Alexsandro recebia, por viagem, pagamentos de R$ 2 mil. 

A denúncia revelou também que após a exoneração do assessor de Idenor Machado, o serviço de recebimento e repasse da propina ficou nas mãos de Cirilo Ramão, vereador pelo MDB e pastor evangélico.

Ontem (13) o Dourados News mostrou que o MPE incluiu na denúncia 14 pessoas, entre eles empresários, vereadores e ex-servidores da Casa de Leis. 

Eles são acusados de fraude em licitações e formação de organização criminosa, com agravante pela participação de funcionário público. 

O esquema de corrupção em contratos licitatórios na Câmara de Dourados que resultou na Operação Cifra Negra, desencadeada em 5 de dezembro do ano passado no município, pode ter resultado no pagamento de quase R$ 800 mil em propinas aos vereadores envolvidos [Idenor Machado (PSDB), Pedro Pepa (DEM), Cirilo Ramão (MDB) e o ex-vereador Dirceu Longhi (PT)].

Deixe seu Comentário

Leia Também

INTERNACIONAL
Rússia confirma primeiro encontro entre Putin e Kim Jong-un
JUDICIÁRIO
Juiz de Dourados será empossado desembargador na próxima quarta
DOURADOS
Consumidores lotam estabelecimentos em busca de peixes para o feriado
DOURADOS
Corpo desovado no IV Plano é de homem que matou e jogou mulher dentro de poço há 6 anos
DOURADOS
Ladrão cai do telhado após tentar fugir da polícia
FAMOSOS
Patricia Poeta posta foto sem maquiagem e ganha elogios: "Maravilhosa"
RIO BRILHANTE
Veículo roubado no Rio de Janeiro é recuperado em MS
TRÁFICO
Homem é preso tentando levar maconha dentro de travesseiro
DELAÇÃO
Justiça suspende ação contra Puccinelli e depoimentos de donos da JBS
CAMPO GRANDE
Homem é encontrado morto com 14 facadas dentro de carro

Mais Lidas

AEDES AEGYPTI
Em situação de emergência, Dourados confirma terceira morte por dengue
DOURADOS
Contratadas em grupo de whats “só maloqueiros”, mulheres são presas por tráfico
TRÁFICO
Avião suspeito de ser usado no tráfico é apreendido após sair de MS
DOURADOS
Menores são detidos traficando cocaína e com bicicleta furtada