10/07/2017 17h50

PMA divulga balanço da captura de animais silvestres


Gizele Almeida
Anta foi capturada em Campo Grande-Foto: Divulgação Anta foi capturada em Campo Grande-Foto: Divulgação

A PMA (Polícia Militar Ambiental) realiza há mais de 30 anos a captura de animais silvestres em Mato Grosso do Sul. De acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira (10) pelo órgão, 359 animais silvestres foram capturados nos primeiros seis meses deste ano na Capital.

A instituição foi criada em 1987 e atende a população com o serviço de captura, prevenção e multas relacionadas a crimes ambientais e atendimento quanto a infrações administrativas.

Conforme o órgão, na Capital, Já houve dias, em que a equipe da PMA recolheu 17 animais, porém, a média tem sido de três animais diariamente.

O total de 359 animais silvestres recolhidos neste semestre, em Campo Grande ao Centro de Reabilitação de Animais silvestres (CRAS), é um pouco abaixo da média normal, já que no segundo semestre de 2016, foram 510 animais recolhidos.

Apesar da maior parte dos animais capturados e recolhidos ser de aves, vários casos inusitados acontecem, como captura de antas, tamanduás, capivaras, onças, gambás e outros mamíferos, a PMA já capturou até anta em piscina no centro da Capital.

Entre os casos inusitados, a PMA destaca um ocorrido em outubro de 2016, quando os policiais estiveram no bairro Carandá Bosque I, em virtude do aparecimento de uma família de Gambá em uma residência.

No momento da captura, devido aos filhotes estarem crescidos, eles já saíam da bolsa da mãe (o gambá é um Marsupial), causando muito trabalho para PMA ( veja no vídeo abaixo). Com uso de um cambão e uma pinça, a PMA capturou os cinco filhotes e a mãe gambá, colocando-os em uma caixa de contenção.

Um exemplo de captura de onça parda também pode ser observado em vídeo (abaixo). O caso aconteceu em Naviraí.

Envie seu Comentário