Menu
Busca domingo, 21 de julho de 2019
(67) 9860-3221
PMA E MARINHA DO BRASIL

Operação conjunta termina com 13 embarcações apreendidas em MS

30 outubro 2017 - 14h35Por Da redação

Policiais Militares Ambientais de Dourados realizaram uma operação conjunta com a Marinha do Brasil nos rios Brilhante e Dourados, autuando dois pescadores, apreendendo 13 embarcações e 13 motores de popa. Ao todo foram fiscalizadas 35 embarcações e 20 acampamentos de pescadores.

A fiscalização ocorreu no sábado (28), quando os Policiais Militares autuaram dois pescadores por pescarem sem licença ambiental. Os infratores, de 27 e 48 anos, não tinham capturado nenhum pescado ainda. 

Foram apreendidas duas carretilhas com varas. Os infratores, residentes em Deodápolis, foram multados em R$ 300 cada um. A pesca sem licença não é crime ambiental.

Durante a operação, a Marinha do Brasil apreendeu 13 embarcações e 13 motores que estavam com documentações irregulares, além de notificar 26 pessoas por falta de uso de coletes.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SORTE
Aposta única acerta as seis dezenas e fatura R$ 21 milhões na Mega-Sena
SAÚDE
Ministro vem à MS liberar R$ 166 milhões para habilitar serviços do SUS
AMAMBAI
Dupla de motocicleta mata homem a tiros em frente de conveniência
TEMPO
Domingo de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
BRASIL
Maior aeronave militar feita no Brasil entra em fase final de testes
CLONE
Veículo roubado no Brasil é recuperado com deputado paraguaio
BRASIL
Já estão em vigor as novas regras do frete mínimo para caminhoneiros
FLAGRANTE
Ambiental apreende barco e redes com paulistas no rio Sucuriú
DOURADOS
Após reunião com lideranças, Câmara suspende audiência sobre extinção de cargos indígenas
IMUNIZAÇÃO
Campanha imunizou mais de 11 mil presos contra a gripe em MS

Mais Lidas

TRÂNSITO
Mulher morre após acidente entre carro e moto
DOURADOS
Guarda flagra rapaz empurrando moto e descobre que veículo era furtado
LAGUNA CARAPÃ
Homem chega alterado em casa, bate na mãe e é preso
DOURADOS
Jovem é preso por tráfico internacional na rodoviária