Menu
Busca segunda, 10 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

PM divulga nota sobre tiroteio que feriu músico

10 agosto 2002 - 11h23

O tenente-coronel Luís Antônio Corso, relações-públicas da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PM-5), divulgou nota sobre o tiroteio ocorrido ontem à noite na Favela de Vigário Geral, em que um homem morreu e o percussionista da banda O Rappa, Paulo Negueba, além de outros dois homens foram feridos. Segundo o oficial, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi acionado para Vigário Geral depois de receber uma denúncia anônima de que traficantes iriam sair da comunidade para matar policiais militares em vingança às mortes dos traficantes Boizinho e Cuco.
A operação começou na Rua Antônio Tenório, uma das principais da favela. A PM afirma que não houve disparos na entrada da comunidade, contrariando a versão apresentada pela amiga que acompanhava o músico.
De acordo com o tenente-coronel Luís Antônio, a luz foi desligada pelos traficantes que, segundo ele, aparentemente têm o controle da iluminação. Naquele momento, começou um intenso tiroteio. No local, ainda de acordo com o oficial, havia cerca de trinta homens fortemente armados.
Uma patrulha do Bope foi perfurada por balas. O coronel esclareceu também que todos os feridos estavam próximos a uma boca de fumo. Com uma das vítimas, segundo Luís Antônio, foi encontrado um fuzil AR-15.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
AO VIVO: Assista a diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro
TRÁFICO
Polícia apreende mais de meia tonelada de maconha
BRASIL
Moro diz que não cabe a ele dar explicações sobre relatório do Coaf
ARTIGO
O que são, afinal, os direitos humanos?
CHAPADÃO DO SUL
Avião agrícola cai e mata piloto em cidade de MS
DOURADOS
Apresentações culturais marcam agenda do Natal para Todos
PREGÃO
Vereadora presa desde outubro tenta retomar cargo na Câmara de Dourados
EITA!
Ator de ‘Stranger Things’ revela: ‘Will iria morrer na 1ª temporada’
TRÂNSITO
Foragido da justiça tenta fugir após acidente, mas acaba detido pela PM
DOURADOS
Empresas investigadas na Cifra Negra embolsaram quase R$ 4 milhões em contratos com a Câmara

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Idosa é espancada, esfaqueada e vai parar na UTI após assalto em Dourados
DOURADOS
Dupla é presa por tráfico de drogas na Vila Mariana
INVESTIGAÇÃO
Brasileira desaparecida na Austrália é encontrada morta em praia
DOURADOS
Criança morre no HV três dias após ser atropelada na Cachoeirinha